ASSINE

"Se Lula voltar pelo voto direto, auditável, tudo bem", diz Bolsonaro em live

Maioria do plenário do STF decidiu confirmar a declaração de falta de competência da 13ª Vara Federal de Curitiba para julgar o ex-presidente Lula e as condenações contra ele no âmbito da Lava Jato foram anuladas

Publicado em 16/04/2021 às 09h36
Atualizado em 16/04/2021 às 09h36
O presidente Jair Bolsonaro
Presidente Jair Bolsonaro comentou sobre decisão do STF durante live. Crédito: Isac Nóbrega/PR

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se manifestou, em transmissão ao vivo nesta quinta-feira (15), sobre a decisão da maioria do plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) de confirmar a declaração de falta de competência da 13ª Vara Federal de Curitiba para julgar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), anulando todas suas condenações no âmbito da Lava Jato e tornando-o, assim, elegível.

"Não está começando aqui a campanha para 22, mas, pela decisão do Supremo hoje, Lula é candidato", iniciou o chefe do Planalto. "Se Lula voltar pelo voto direto, voto auditável, tudo bem. Agora, veja qual vai ser o futuro do Brasil com o tipo de gente que vai trazer para dentro da Presidência. Se Lula for eleito, em março de 2023, ele vai escolher dois ministros para o STF", acrescentou.

Para Bolsonaro, os eleitores deveriam traçar uma comparação de seus ministros com os dos dois governos do petista e fazer um raciocínio para entender "qual o futuro de cada um" sob um eventual novo mandato de Lula na Presidência da República.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.