ASSINE

Ministério da Saúde amplia vacinação da gripe para toda a população

As secretarias estaduais e municipais de saúde vão definir como funcionará a imunização nas cidades

Publicado em 05/07/2021 às 13h29
Há várias vacinas importantes que precisam estar em dia, como a da gripe e a que previne pneumonia
Há várias vacinas importantes que precisam estar em dia, como a da gripe e a que previne pneumonia. Crédito: Gustavo Fring/ Pexels

O Ministério da Saúde ampliou a campanha de vacinação contra a gripe para toda a população acima dos seis meses de idade. As secretarias estaduais e municipais de saúde vão definir como funcionará a imunização nas cidades. Até o momento, apenas 42% do público-alvo foi imunizado no País, segundo o governo federal.

Em São Paulo, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) disse estar em tratativas com o Estado para definir como vai funcionar a nova etapa da campanha. A SMS também falou que está definindo quais estratégias irá adotar para aumentar a adesão do público-alvo à vacinação.

Em nota, o Ministério da Saúde reforçou a necessidade da vacinação contra a gripe. "Além das campanhas publicitárias, o ministério tem mantido contato contínuo com os gestores locais do SUS (Sistema Único de Saúde), formadores de opinião e especialistas para ampla divulgação e mobilização para a vacinação contra a gripe", disse o órgão.

A cobertura da vacina contra a gripe está bem abaixo do esperado pela pasta, que desde 2017 tem como meta vacinar 90% do público-alvo. Entre 2008 e 2016 a meta era imunizar 80% dos grupos prioritários e sempre foi cumprida. No ano passado, primeiro ano de pandemia, houve uma grande procura pelo imunizante e a cobertura ficou em 95%.

Para se vacinar, segundo o ministério, é recomendado levar a carteira de vacinação e um documento com foto - no entanto, quem não possui a carteira pode se vacinar da mesma forma. Os locais e datas para vacinação devem ser consultados junto à Prefeitura da sua cidade.

Quem faz parte dos grupos prioritários e ainda não recebeu a vacina da gripe deve procurar uma unidade de saúde o mais breve possível. Aqueles que já tomaram a vacina contra a covid-19 devem esperar 14 dias para receber a da gripe. Pessoas que estão elegíveis para tomar as duas vacinas e ainda não o fizeram devem primeiro tomar o imunizante que previne a covid.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Ministério da Saúde gripe Vacina Campanha de vacinação Vacina contra gripe

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.