ASSINE

Bolsonaro repete, sem provas, que foi eleito no 1° turno e que houve fraude

Na fala, ele retomou sua trajetória de deputado até a presidência da República e as críticas ao PT. A fala aconteceu durante culto com lideranças evangélicas, em Anápolis (GO)

Publicado em 09/06/2021 às 17h20
O presidente Bolsonaro em evento no Estado de Goiás
O presidente Bolsonaro em evento no Estado de Goiás. Crédito: Alan Santos/PR

O presidente da República, Jair Bolsonaro, voltou a dizer, sem apresentar provas novamente, que venceu as eleições presidenciais de 2018 no primeiro turno. "Fraude que existiu me jogou no segundo turno", afirmou em pronunciamento durante culto com lideranças evangélicas, em Anápolis (GO).

Na fala, ele retomou sua trajetória de deputado até a presidência da República e as críticas ao PT. "Acompanhamos 12 anos daquele partido com pessoas que pensam diferente", disse diante do público de fiéis.

Ao comentar sua trajetória como deputado federal do chamado "baixo clero", Bolsonaro afirmou que percebeu que seria necessário se tornar presidente para "mudar", e que foi desacreditado até mesmo dentro de casa. "Achavam que eu tinha que ser preso", disse.

Entre os que participaram do evento estavam o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Onyx Lorenzoni, deputados federais Daniel Freitas (PSL-SC) e Major Vitor Hugo (PSL-GO).

Lorenzoni falou ao público logo após o pastor que abriu a cerimônia. "O Brasil é a pátria do evangelho", disse pouco antes de passar o microfone a Vitor Hugo.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.