ASSINE
Autor(a) Convidado(a)

PPP de Cariacica é última etapa para Baía de Vitória sem esgoto doméstico

Edital de parceria público-privada para o sistema de esgotamento sanitário de Cariacica e parte de Viana foi lançando nesta quinta-feira (18)

Publicado em 19/06/2020 às 15h36
Data: 04/09/2019 - ES - Vitória - Baía de Vitória - Fotos aéreas para o aniversário de Vitória - Editoria: Cidades - Foto: Felipe Mota - Fly Now - GZ
Baía de Vitória despoluída é um sonho que pode se realizar. Crédito: Felipe Mota/Fly Now

Nesta quinta-feira (18), foi lançado o edital de parceria público-privada para o sistema de esgotamento sanitário de Cariacica e parte de Viana. Um marco importantíssimo para o saneamento da Grande Vitória. Isso porque esse projeto é a última etapa de um outro muito maior, um sonho de muitos, que é ter a Baía de Vitória despoluída.

Inicialmente, foi estruturado um programa abrangente metropolitano, mas não houve viabilidade. Então foram desenvolvidos arranjos com investimentos privados, do governo do Estado com recursos do Banco Mundial e da Cesan. O problema, literalmente, foi resolvido por partes: primeiro Serra, cujo serviço está com 90% de cobertura; Vila Velha, já em operação privada com a parte pública em licitação e, agora, obras públicas já contratadas em Viana e Cariacica e a PPP lançada.

A estruturação da PPP de Cariacica exigiu um grande esforço conjunto da equipe Cesan, BNDES, governo, prefeituras e Câmaras de Cariacica e Viana, até o projeto ficar de pé. Agora, podemos vê-lo lançado, um exemplo de que gestão profissional, técnica e  visão de longo prazo podem enfrentar e vencer desafios.

E ressalto, na maior parte, tudo foi desenvolvido em meio à maior crise hídrica da história do Espírito Santo. A crise passou, projetos estruturantes para vencê-la e preparar-se para o futuro foram colocados em prática, como a construção da ETA Reis Magos e a contratação da construção da Barragem dos Imigrantes. Agora, com a PPP de Cariacica, podemos acelerar a caminhada para que tenhamos a Baía de Vitória sem lançamento de esgoto doméstico.

No momento em que um Novo Marco Regulatório do Saneamento está por ser publicado, com novas regras necessárias para atrair investimentos privados, robustos, importantes para o país, especialmente em meio a uma pandemia que afetou de forma abrupta os setores da saúde e da economia, o Espírito Santo dá exemplo, de forma pioneira, de como também acelerar a solução desta dívida que o Brasil tem com os brasileiros.

Obras de saneamento demoram anos, mas os benefícios para a economia e para a saúde são extremamente relevantes. Por isso, ter a universalização do tratamento de esgoto sanitário encaminhada nos tranquiliza e nos realiza e, finalmente, o meio ambiente e a saúde agradecem!

Este vídeo pode te interessar

O autor é engenheiro e executivo de empresas de serviços públicos, ex-diretor de engenharia e meio ambiente, ex- presidente da Cesan

A Gazeta integra o

Saiba mais
Cariacica Viana viana Baía de Vitória Saneamento Básico

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.