ASSINE

Jovem faz sucesso com memes sobre home office saudável

Publicitária usa bom humor para narrar perrengues do trabalho remoto. Especialistas dão dicas para evitar dores e estresse

Tempo de leitura: 2min
Publicado em 02/12/2021 às 06h02
Home office é uma das formas de evitar novos contágios do novo coronavírus.
Home office é uma das formas de evitar novos contágios do novo coronavírus. Crédito: Pinterest

Quando começou a trabalhar em casa, por conta da pandemia do coronavírus, a publicitária Fernanda Mattos achou que tudo parecia mais complicado. "No início, o medo tomou conta de todos nós, e o emocional ficou bem abalado. Eu costumava jogar jogos com a família, assistir a filmes, fazer caminhadas e tentar me distrair da loucura. Ah, e muita terapia também! Conforme o tempo foi passando e as flexibilizações foram chegando, acho que a ansiedade diminuiu!".

Mesmo assim, conseguiu ser produtiva e fazer o trabalho render em casa. "Acho consegui um equilíbrio bom, ainda que tenha um pouco de distração por morar com os pais e a cachorra. Imagino que tenha sido mais difícil pra quem tem filhos!", comenta.

Agora, além de adaptada, ela diz que se sente bem confortável para quem viu seu quarto se transformar em escritório algumas horas por dia. "Acabei não mudando muita coisa. Apenas a cadeira! Mas confesso que, de vez em quando, tenho uns torcicolos se fico muito tempo na postura errada", admite a jovem.

Como gosta de dizer, Fernanda foi vivendo o home office um dia de cada vez. Com tudo o que tem direito. Inclusive, com alguns perrengues. Bem humorada, ela acabou encontrando uma forma de lidar com as situações do emprego remoto. Foi daí que surgiu o perfil @homeofficesemfiltro, que tinha cerca de 7 mil seguidores no Instagram em novembro e onde já publicou vídeos que alcançaram quase um milhão de visualizações.

"Eu estava jantando na casa de uma amiga. Estávamos em quatro meninas. Começamos a compartilhar os perrengues que passávamos. Aquelas coisas clássicas, né? Internet que não pega, barulho de obra no vizinho, câmera ligada sem você perceber.. E foi aí que pensei: 'vou criar um perfil disso'! Eu já tinha postado alguns vídeos no Tik Tok, e a aceitação estava sendo bacana. Mas no Instagram o legal é a interação que a caixinha de perguntas permite. O pessoal compartilha muitas histórias engraçadas!", relata.

Fernanda não nega que o home office tem desvantagens em relação ao trabalho presencial. "Pra mim, foi mais difícil a adaptação à nova empresa mesmo. Quando você trabalha com pessoas que já conhece pessoalmente tudo fica mais fácil! Você já sabe o jeito como a pessoa responde, já conhece a cultura da empresa, já tem seus amigos. Entrar numa empresa sem conhecer ninguém gera bastante ansiedade! E sinto que o que me fez mais falta foi ouvir aquela conversa paralela, na qual você sempre aprende um pouco, sabe? Ou então aquele papo do café em que uma pessoa te conta mais sobre outros projetos e iniciativas... Isso, definitivamente, atrasa um pouco o aprendizado", opina ela.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.