ASSINE

Caia no samba sem cair de cama depois

Encarar a maratona da folia exige preparo físico e certos cuidados. Veja algumas dicas

Publicado em 09/02/2018 às 10h57
Atualizado em 23/01/2020 às 14h04
Saulo Malbar vai curtir o carnaval em um cruzeiro até a Bahia. Folião experiente, ele garante cuidar da saúde, como beber água de coco entre um drinque e outro. Crédito: Fernando Madeira
Saulo Malbar vai curtir o carnaval em um cruzeiro até a Bahia. Folião experiente, ele garante cuidar da saúde, como beber água de coco entre um drinque e outro. Crédito: Fernando Madeira

O Carnaval está aí. Dias intensos de folia, seguindo os blocos de rua, pulando atrás do trio elétrico, desfilando na avenida... Muito glitter, pluma e serpentina, e claro, muito “samba, suor e cerveja”. Para aguentar a maratona da folia, muitas vezes é preciso fôlego de atleta e saúde de ferro. Então, separe a fantasia, mas não deixe os cuidados de lado para que a festa só reserve lembranças boas depois.

“É bom curtir o Carnaval. Mas dá para fazer tudo sem deixar de se proteger, sendo responsável, tendo cuidado com quem vai se relacionar, com o que vai comer e beber, por exemplo”, diz a infectologista Rubia Miossi.

Na maior parte das vezes, continua ela, a pessoa abusa do álcool ou usa drogas e acaba tendo um comportamento de risco: “Ela perde a noção de juízo, do que é arriscado ou não. Não raciocina, faz por impulso. Lá na frente, isso vai custar caro. Então, é bom não dar mole”.

“UNIDOS DO PS”

Sem os devidos cuidados, você corre o risco de ter de se juntar ao bloco “unidos do Pronto-Socorro”, aponta a médica. “Nesses períodos, há o risco das intoxicações alimentares. A pessoa está na rua, come cachorro quente, salgadinhos de estufa... Comidas que podem causar infecções intestinais, marcadas por diarreia, vômito, febre”.

Quem quer ter pique nos quatro dias de folia não pode pensar que vai se hidratar com cerveja, vodca e companhia. Tem que ser com água mesmo, como lembra a nutricionista Aline Sarmento. “O ideal é ir alternando: a cada copo de cerveja, por exemplo, tomar um copo de água”.

O preparo físico conta muito na hora de aguentar a maratona carnavalesca. O personal trainer Cleverson Rosa tem uma dica: “Como o carnaval cai no final de semana e feriado, é importante ter rotina e treinar todos os dias, mesmo que não vá à academia”, sugere.

Já estando em plena folia, o melhor é pegar leve, indica o educador físico Felipe Carvalho. “São dias de desgaste físico. É preciso descansar entre uma festa e outra. Se quiser fazer uma atividade, que seja uma caminhada leve, um alongamento, nada extenuante, algo só para regeneração do corpo”.

Folião experiente, o jornalista Saulo Malbar, 32 anos, já sabe como evitar perrengues. “Intensifiquei a malhação para estar mais preparado, afinal, são dias muito intensos. A gente praticamente não para o dia inteiro. E sempre lembrando de alternar bebida alcoólica com água”, diz ele, que vai sair em um cruzeiro de oito dias até a Bahia.

FOLIA COM SAÚDE

Estômago vazio, não!

Antes e durante a folia, alimente-se bem. Inclua alimentos que vão garantir energia para sambar: macarrão integral, banana, barrinha de cereal e iogurte são boas opções. Faça intervalos durante a maratona para almoçar direito e não ignore lanches nos intervalos

Mas cuidado...

Escolha bem o que vai comer e saiba a procedência desse alimento. Cuidado com produtos de rua, dos ambulantes, que podem não estar bem acondicionados. Fuja de frutos do mar, carnes recheadas, salgadinhos fritos, enfim, comidas que estragám facilmente sob as altas temperaturas do verão. O risco é contrair hepatite A, por exemplo, e e uma baita intoxicação

Hidrate-se

Vai beber no carnaval? Não esqueça de incluir uns copos de água nessa maratona diária. Intercale com a bebida alcoólica para não desidratar e evitar até a embriaguez

Evite estragos 

... nos pés

Se vai encarar o dia inteiro em pé, atrás do trio e dos blocos de rua, use um calçado com amortecedor e confortável para não sofrer com calos e bolhas. Para mulheres, um salto inadequado pode gerar leões nos tornozelos

... na pele e olhos

Proteja-se do sol com filtro solar, chapéu. E cuidado com adereços da moda que podem ser um perigo. Os cílios de LED, por exemplo, que a mulherada adora, podem provocar reações alérgicas sérias ou traumas

Mantenha o preparo físico

Antes da folia

Mantenha sua rotina de exercícios para o suporte necessário para curtir a agitação da folia. Você ficará menos cansado e sem fôlego, acredite!

Durante a folia

Faça alongamento e algum relaxamento todos os dias antes de ir atrás dos bloquinhos, de pular atrás do trio ou de entrar na avenida, evitando distensões ou outras complicações

Longe das doenças

Vai beijar muito?

Cuidado! Há risco de pegar herpes. Sem falar na mononucleose, ou doença do beijo, que não é coisa boba e pode causar problemas no fígado!

Olha a camisinha!

Lembre-se de usar preservativo para evitar as doenças sexualmente transmissíveis e gravidez indesejada. Saiba que a sífilis é transmitida pelo sexo oral também!

Fontes: profissionais entrevistados

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.