ASSINE

Renault Kwid E-Tech é o elétrico mais barato do país; veja preço

Versão 100% eletrificada da montadora chega ao mercado com foco na mobilidade urbana, com autonomia de 265 km e baixa manutenção

Tempo de leitura: 5min
Publicado em 14/04/2022 às 12h44
Reanult Kwid E-Tech Electric terá apenas uma versão
Reanult Kwid E-Tech Electric terá apenas uma versão. Crédito: Renault/Divulgação

Em uma semana de novidades, depois do lançamento da Oroch, a Renault lançou nesta quinta-feira (14) a versão elétrica do seu subcompacto, o Kwid E-Tech Electric, com preços partindo de R$ 142.990. Isso o torna o carro 100% eletrificado mais barato sendo vendido no Brasil, desbancando o Caoa Chery Arrizo 5e (R$ 159.900) e o JAC E-JS1 (R$ 164.900).

O lançamento também deu destaque para a marca E-Tech, que representará a gama de eletrificados da montadora, que tem planos de apresentar mais um modelo até o final do ano. Segundo o presidente da Renault do Brasil, Ricardo Gondo, esse lançamento será o furgão Master E-Tech, mantendo foco em soluções eletrificadas para frotistas, a exemplo do que já acontece com o Kangoo, que possui a sua versão 100% elétrica.

Renault Kwid E-Tech é o elétrico mais barato do país; veja preços
O Kwid E-Tech Electric pode ser carregado em qualquer tipo de tomada, inclusive uma de 220 volts. Crédito: Renault/Divulgação

O Kwid E-Tech Electric é outro modelo que também foca nesse segmento. Segundo o head de marketing e performance de produtos Renault do Brasil, Charles-Emmanuel Courtois, o corporativo é um dos três públicos para os quais serão voltados os esforços de venda do subcompacto eletrificado.

A intenção é dar acesso a públicos que ainda estão de fora da corrida dos elétricos, principalmente na classe média, já que os modelos lançados têm focado nas categorias premium, acima dos R$ 300 mil. Além do corporativo, a Renault quer atingir os early adopters, que gostam de explorar novidades e famílias que já possuem dois ou mais carros e buscam uma opção mais urbana.

Aliás, o Renault Kwid E-Tech Electric tem toda uma pegada de carro urbano, já que sua autonomia é mais baixa, quando comparada a outros eletrificados recentemente lançados no mercado, 256 km. Por outro lado, ele pode ser carregado em qualquer tipo de tomada, inclusive uma de 220 volts, mostrando a sua versatilidade, pensada no uso do dia a dia. Um carregamento nessa tomada por 9 horas corresponde a uma autonomia de mais 190 km, segundo a montadora.

De acordo com os executivos da Renault, por ser um carro de uso mais urbano (uma pesquisa apresentada durante o lançamento mostra que a média de circulação diária é de até 50 km), a expectativa é de que ele seja colocado para carregar no período da noite, algo bem parecido ao uso de um celular. Mas o modelo também aceita carregamentos mais potentes.

MOTOR ELÉTRICO

Renault Kwid E-Tech é o elétrico mais barato do país; veja preços
Lançamento quer dar acesso a públicos que ainda estão de fora da corrida dos elétricos. Crédito: Renault/Divulgação

Oferecido em apenas uma versão, o Kwid E-Tech Electric já está em pré-venda nas concessionárias da marca e a previsão de entrega é para a partir de agosto. Equipado com um motor elétrico de 48 kW associado a uma bateria de 26,8 kWh, o veículo chega a uma potência equivalente a 65 cv.

Pesando 977 kg, o Kwid elétrico oferece autonomia de 265 km em ciclo misto e 298 km em ciclo urbano, segundo a norma SAE J1634 utilizada pelo Inmetro. Ele também possui frenagem regenerativa permanente, que ajuda a recuperar a carga a cada vez que se deixa de exercer pressão sobre o pedal do acelerador e, também, quando freia. Ou seja, é ideal para um carro que tem como objetivo rodar no perímetro urbano.

A autonomia da bateria pode ser otimizada por meio do modo de condução ECO acionado no console central. Este modo limita a potência de 33 kW (em vez de 48kW), velocidade máxima a 100 km/h e torna a frenagem regenerativa mais atuante.

O carregamento é feito por meio de um conector localizado atrás da grade frontal, na altura do logo. A recarga pode ser feita em tomada comum, em wallbox de corrente alternada (AC) de 7 kW e em carregadores de corrente contínua (DC). Por exemplo, para carregar dos 15% até 80% da carga da bateria em DC são necessários 40 minutos, em um Wallbox de 7kW são 2h54 e em uma tomada doméstica de 220 volts são 8h57.

Renault Kwid E-Tech é o elétrico mais barato do país; veja preços
Modelo terá apenas três opções de cores, incluindo a Verde Noronha, que estreia como exclusiva do carro. Crédito: Renault/Divulgação

SEGURANÇA, CONFORTO E DESIGN

O Kwid E-Tech traz de série seis airbags (dois frontais, dois laterais e dois de cortina) , controle eletrônico de estabilidade (ESP), freios ABS com BAS (Braking Assist System), assistente de partida em rampa (HSA), câmera de ré, sensor de estacionamento traseiro, sistema multimídia Media Evolution e direção elétrica.

A alavanca de marchas é substituída por um comando rotativo cromado, com utilização em três posições: D (drive/marcha à frente), N (neutro/ponto morto) e R (ré). Além disso, o Kwid E-TECH traz o sistema AVAS (Acoustic Vehicle Alert System) que emite um sinal sonoro de alerta aos pedestres até o veículo atingir 30 km/h, velocidade comum em áreas urbanas.

No design, o Kwid E-Tech traz um capô vincado, um para-choque grande e um conjunto óptico separado com luzes de circulação diurna (DRL) em LED que se prolongam até a grade fechando o conjunto visual. Com grande frontal inteiriça, ela tem a função de alojar a tampa de recarga, acionada por um comando interno no painel no lado do motorista. A identidade E-Tech está presente nas faixas laterais e na tampa traseira com a mesma inscrição.

Por dentro, o carro tem como itens de série direção elétrica com assistência variável, ar-condicionado, travamento centralizado das portas por botão, vidros elétricos dianteiros e traseiros, ajuste de altura dos faróis, limitador de velocidade (com acionamento no volante), regulagem elétrica dos retrovisores.

Renault Kwid E-Tech é o elétrico mais barato do país; veja preços
A alavanca de marchas é substituída por um comando rotativo cromado, com utilização em três posições. Crédito: Renault/Divulgação

Também completam essa lista o sistema multimídia Media Evolution, com tela touchscreen de 7 polegadas, espelhamento de smartphone compatível com Apple CarPlay e Android Auto, Bluetooth, entradas USB e AUX. O volante traz o botão “push to talk”, que aciona o comando para reconhecimento de voz (via smartphone), permitindo ativar e comandar o assistente iOS ou Google do smartphone.

O porta-malas possui capacidade de carga de 290 litros, podendo aumentar para 1.100 litros quando rebatidos os bancos traseiros. O veículo também estreia uma nova cor de carroceria, verde Noronha, exclusiva do modelo, e também estará disponível em mais duas cores: branco Glacier Polar e prata Diamond.

Com informações da Renault.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais
Renault Carro Elétrico Renault Kwid Motor Elétrico Renault Kwid E-tech

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.