ASSINE

Suspeito de matar a mãe em noite de Natal é assassinado em Linhares

Diego da Conceição, 29 anos, foi morto na noite desta quarta-feira (13), no bairro Aviso. Ele é suspeito de ser o assassino da mãe, Tereza da Conceição, de 55 anos, no Natal de 2019

Colatina
Publicado em 14/01/2021 às 10h59
Diego Conceição foi morto a tiros em Linhares
Diego Conceição foi morto a tiros em Linhares. Crédito: Reprodução

Um homem de 29 anos foi morto a tiros na noite desta quarta-feira (13) em Linhares, Norte do Espírito Santo. A vítima foi identificada como Diego da Conceição, suspeito de matar a própria mãe na noite de Natal em 2019. Esse é o primeiro homicídio do ano no município.

O crime ocorreu no bairro Aviso. Segundo a Polícia Militar, um homem apareceu no local e se identificou como irmão de Diego. Ele relatou que o crime foi cometido por dois cidadãos que estavam em uma motocicleta.

De acordo com delegado Fabrício Lucindo, chefe da Delegacia Regional de Linhares, o crime será investigado, mas ele acredita que a morte de Diego tenha relação com o tráfico de drogas no município. Apesar disso, outras possibilidades não estão descartadas. Nenhum suspeito foi detido. O corpo de Diego foi encaminhado para o Serviço Médico Legal (SML) de Linhares.

A MORTE DA MÃE

A faxineira Tereza da Conceição, de 55 anos, foi encontrada morta na casa onde morava no bairro Aviso, também Linhares, na manhã do dia 25 de dezembro de 2019. Segundo a Polícia Civil, a vítima apresentava diversas perfurações pelo corpo provocadas por uma faca. Ela foi morta na noite de Natal.

Data: 25/12/2019 - ES - Linhares - Filho encontra a própria mãe morta a facadas, em Linhares
O crime foi registrado na casa da vítima que fica no bairro Aviso, em Linhares. Crédito: Leonardo Goliver

Diego chegou a ir ao Serviço Médico Legal (SML) de Linhares para fazer a liberação do corpo da mãe. Ele foi preso quando realizava esses procedimentos. Confrontado com provas, Diego confessou aos policiais que era o autor do crime. Ele teria cometido o crime para roubar a mãe para comprar drogas. O caso gerou muita comoção no município.

HISTÓRICO DE PRISÕES

De acordo com a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), Diego foi liberado do sistema prisional menos de um mês atrás. Em 17 de dezembro de 2020, ele deixou a Penitenciária de Segurança Média I, por decisão judicial.

O delegado Fabrício Lucido explicou que o homem cumpria pena por roubo, cometido em 2017e, por isso, foi solto recentemente. Pela morte da mãe, Diego ainda não havia sido julgado.

Na época da morte da faxineira, de acordo com o delegado Tiago Cavalcanti, que respondia pelo plantão de polícia na delegacia do município, apesar de Diego ser suspeito de praticar o crime, a prisão dele foi fundamentada no descumprimento das medidas cautelares, já que ele cumpria a pena por roubo e havia deixado a prisão para a saída temporária de Natal.

O homem deu entrada no sistema prisional pela primeira vez em 2010, por outro homicídio cometido em 2009. Em 2013, ele foi liberado. A segunda prisão foi essa de 2017, quando ele recebeu o benefício de saída temporária no final de 2019 e teria matado a própria mãe, voltando em seguida para a prisão.

Assassinato Linhares Polícia Civil Polícia Militar crime homicídio linhares tráfico de drogas ES Norte

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.