ASSINE

Suspeito de envolvimento na morte de mulher em Linhares é procurado

Paulo Roberto Alves Nascimento, de 28 anos, teria fornecido o veículo usado pelos assassinos de Mayara dos Santos, de 30 anos, no dia do crime, em 19 de setembro

Colatina
Publicado em 13/10/2021 às 16h22
Paulo Roberto Alves Nascimento, de 28 anos, é procurado pela Polícia Civil. Crédito: Divulgação | PCES
Paulo Roberto Alves Nascimento, de 28 anos, é procurado pela Polícia Civil. Crédito: Divulgação | PCES

A Polícia Civil está à procura de Paulo Roberto Alves Nascimento, de 28 anos, conhecido como Paulinho, suspeito de envolvimento na morte de Mayara dos Santos, de 30 anos, em 19 de setembro deste ano. A mulher foi assassinada no quintal de uma casa no bairro Interlagos, em Linhares, no Norte do Espírito Santo. Contra o homem, há um mandado de prisão preventiva em aberto e ele é considerado foragido.

Mayara dos Santos, de 30 anos, estava em uma confraternização quando três homens encapuzados e armados entraram atirando. Segundo a Polícia Militar, sete pessoas estavam bebendo e comendo no quintal da residência, incluindo crianças. 

A mulher morreu no local do crime e outras três pessoas foram atingidas pelos disparos. Ainda de acordo com a PM, não havia nenhum mandado contra os baleados.

Segundo o titular da Delegacia Regional de Linhares, delegado Fabrício Lucindo, Paulo Roberto teria fornecido o veículo usado pelos criminosos que executaram o crime.

“Verificamos que ele locava veículos em seu nome, que eram adulterados para que outros criminosos pudessem usá-los e cometer crimes. Depois que os veículos eram usados para a prática de crimes, as adulterações eram retiradas e os veículos eram devolvidos para a locadora”, explicou o delegado.

Mayara dos Santos morreu no local do crime após ser atingida pelos disparos.
Mayara dos Santos morreu no local do crime, após ser atingida pelos disparos. Crédito: Reprodução | Facebook

OUTROS CRIMES

Além de responder pelo envolvimento no homicídio de Mayara dos Santos, Paulo Roberto Alves Nascimento figura como suspeito em outros crimes cometidos em Linhares, como o furto de 30 aparelhos de ar condicionados da sede do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) no município, no dia 17 de janeiro.

“Nossas investigações indicam que ele participou ativamente do furto de objetos e bens do Incaper, em Linhares. Nosso inquérito comprovou que o elemento, que era proprietário de uma empresa de refrigeração, comprou e revendeu diversos aparelhos de ar condicionado provenientes desse crime. Nós conseguimos recuperar os 30 aparelhos”, relatou o delegado Fabrício Lucindo.

O homem também já foi indiciado por posse ilegal de arma de fogo, em um Inquérito que investigou a aquisição de armas para traficantes. Segundo levantamento da Polícia Civil, o suspeito comprou quatro armas legais em seu nome e revendeu para criminosos.

A Polícia Civil está em busca do suspeito e a população pode contribuir com informações, de forma anônima, por meio do Disque-Denúncia 181, ou pelo site disquedenuncia181.es.gov.br. O anonimato é garantido e todas as informações fornecidas são investigadas.

TRÊS SUSPEITO NA MORTE DE MAYARA JÁ FORAM PRESOS

Os homens foram presos não somente pela morte de Mayara. Eles também são suspeitos de outros homicídios no bairro Interlagos, em Linhares — incluindo um duplo homicídio ocorrido em uma barbearia do bairro, no dia 23 de agosto, que matou Paulo Eduardo Meira, de 20 anos, dono do estabelecimento, e Vinicius Tomaz de Almeida, de 28, cliente do local.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.