ASSINE

Professor baleado em Linhares: segundo adolescente suspeito é detido

Erick Alves Jatobá levou um tiro na cabeça e outro no peito nesta quarta (20). No mesmo dia, primeiro suspeito foi detido no bairro Aviso

Tempo de leitura: 2min
Publicado em 21/04/2022 às 18h28
O professor de matemática, Erick Alves Jatoba, foi baleado na cabeça ao sair de escola em Linhares
O professor Erick Alves Jatobá foi baleado ao sair de escola em Linhares. Crédito: Acervo pessoal

Policiais civis de Linhares e Sooretama detiveram, na tarde desta quinta-feira (21), mais um adolescente suspeito de envolvimento no atentado contra o professor Erick Alves Jatobá, baleado na véspera, logo após sair da Escola de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) José de Caldas Brito, no bairro Araçá, em Linhares. No mesmo dia, o primeiro suspeito foi apreendido. Ambos têm 17 anos e foram detidos no bairro Aviso. 

A princípio, havia suspeita de participação de ex-aluno, o que foi descartado pelo delegado Fabrício Lucindo em entrevista para a TV Gazeta Norte nesta quinta, e a linha de investigação é crime passional. Chefe da 16ª Delegacia Regional de Linhares, Lucindo disse que o adolescente apreendido nesta quinta já tem passagem pela polícia por tráfico de drogas.

"Esse adolescente não foi o que efetuou os disparos, ele estava junto do atirador no momento do crime. Com o adolescente preso hoje, os policiais aprenderam a bicicleta que ele estava usando na hora do crime. Segundo o que foi apurado até agora, de forma preliminar, o crime foi motivado por ciúmes, passional", contou o delegado, mas sem detalhar a motivação.

As buscas, ainda segundo a assessoria, continuam com intuito de localizar e prender o autor dos disparos. 

Na noite de quarta-feira (20), em uma operação conjunta das polícias Militar e Civil, o primeiro adolescente foi detido no bairro Aviso, contudo não foi divulgada qual seria a sua participação no crime. Ele foi conduzido à 16ª Delegacia Regional de Linhares onde, nesta manhã (21), ainda se encontrava aguardando decisão de internação.

ENTENDA O CASO

Professor de matemática, Erick Alves Jatobá levou m tiro na cabeça e outro no peito após sair da escola. Imagens de uma câmera de videomonitoramento mostram Erick colocando alguns objetos no carro e indo até os suspeitos — ambos estavam de bicicleta.

 Após cumprimentar os dois, o professor retorna ao carro, mas, neste momento, um dos indivíduos passa uma arma para o outro, que vai em direção ao professor e efetua os disparos.

O delegado Fabrício Lucindo acredita que um terceiro suspeito também teria participado do crime. Erick foi socorrido e encaminhado em estado grave para um hospital. A reportagem da TV Gazeta Norte tenta atualizar o estado de saúde do professor, mas informações não são repassadas.

Em nota, a Polícia Civil disse que o caso é investigado pela Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) de Linhares e a população pode contribuir com informações de forma anônima através do Disque-Denúncia 181. O anonimato é garantido e todas as informações fornecidas são investigadas.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.