ASSINE

Sefaz e PRF apreendem 7 toneladas de camarão seco sem nota fiscal no ES

Além da fraude fiscal, a ação em conjunto com auditores fiscais da Receita Estadual encontrou o produto sendo transportado sem cuidados sanitários. O motorista afirmou que o produto seria comercializado em Pedro Canário

Publicado em 15/04/2021 às 15h10
Atualizado em 15/04/2021 às 19h34
Caminhão é apreendido na BR 101, altura de São Mateus, no Norte do Estado.
Caminhão é apreendido na BR 101, altura de São Mateus, no Norte do Estado. . Crédito: Divulgação/PRF

Uma ação da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em conjunto com auditores fiscais da Receita Estadual apreendeu na madrugada desta quinta-feira (15), no km 57 da BR 101, em São Mateus, no Norte do Espírito Santo, uma carga de 7 toneladas de camarão seco sendo transportada sem nota fiscal e sem os devidos cuidados sanitários.

Policiais realizavam uma abordagem de rotina aos caminhoneiros na rodovia quando deram ordem de parada a um motorista de caminhão. Durante a abordagem, o caminhoneiro não apresentou nenhum tipo de comprovação fiscal do produto transportado.

Ao abrirem o compartimento de cargas, os agentes encontraram mais de 7 toneladas de camarão seco, acondicionadas em sacos de açúcar, com 350 sacos de 20 quilos cada., sem os devidos cuidados sanitários.

A carga foi avaliada em R$ 70 mil, o que gerou uma multa de R$ 32 mil aos proprietários. O auto de infração foi pago e a carga liberada.

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o consumo de camarão seco de origem desconhecida representa um grande risco para a saúde do consumidor. Durante o processo de defumação alguns produtores clandestinos de camarão utilizam substâncias químicas que podem causar sérios danos, bem como, adulteram e descaracterizam o produto. 

Camarão seco é apreendido
Camarão seco: segundo a Anvisa, o consumo do produto de origem desconhecida representa um risco para a saúde do consumidor. Crédito: Shutterstock

Ao ser indagado, o motorista do caminhão acrescentou que o camarão seco seria comercializado no município de Pedro Canário, localizado na Região Norte do Espírito Santo, na divisa com o Estado da Bahia

Nessa quarta-feira (14), auditores já haviam apreendido um caminhão que transportava etanol e estava com a nota fiscal irregular. "As ações de trânsito são muito importantes. Apesar das dificuldades impostas pelo período de pandemia, as ações continuam, e nelas conseguimos verificar muitas irregularidades e fazer as devidas autuações e apreensões", avaliou o auditor fiscal Frank Gaigher Bermudes.

Segundo a Sefaz, na região Norte do Estado também são constantes as apreensões de bebidas, café e granito, entre outros produtos.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.