ASSINE

Motorista é preso suspeito de desviar cargas de frango em Ecoporanga

Segundo a polícia, o suspeito retirava uma pequena quantidade de frango de cada caixa e, assim, montava novas caixas para vender para receptadores, sem nota fiscal e com preço baixo

Colatina / Rede Gazeta
Publicado em 28/07/2021 às 18h15
Motorista é preso suspeito de desviar frango da empresa que trabalhava
Motorista é preso suspeito de desviar frango da empresa que trabalhava . Crédito: Polícia Civil/ Divulgação

A polícia prendeu, em flagrante, um motorista de uma empresa de avicultura suspeito de operar um esquema que desviava parte das cargas de frango. O caso aconteceu em Ecoporanga, no Noroeste do Espírito Santo. Uma mulher que recebia as cargas desviadas também foi levada para delegacia.

Segundo a polícia, o suspeito retirava uma pequena quantidade de frango de cada caixa e, assim, montava novas caixas. Posteriormente, ele vendia o produto desviado para receptadores, sem nota fiscal e com preço baixo. Segundo a Polícia Civil, o homem de 52 anos foi detido no momento em que realizava uma entrega para a receptora, uma mulher de 30 anos, no bairro Joacuba.

O delegado Leonardo Amorim explicou que, durante as investigações, foram identificados estabelecimentos no município que estariam vendendo o produto dessa empresa de avicultura e não eram clientes. “Inclusive, esses locais estavam vendendo os cortes de frango com um preço abaixo do valor de mercado”, disse.

Amorim destacou que o motorista contava com um ajudante para realizar o esquema de desvio. “Foi identificado que, durante o transporte para efetuar a entrega para os clientes reais da empresa, o motorista e o ajudante do caminhão paravam, retiravam uma pequena quantidade de frango de cada caixa e, assim, montavam novas caixas. Posteriormente, eles revendiam o produto para receptadores, sem nota fiscal e com preço baixo”, explicou.

Segundo o delegado, foi montada uma campana na noite de segunda-feira (26), que prosseguiu na madrugada desta terça-feira (27) para monitorar todo o percurso que os investigados realizaram. No período da tarde, no momento em que faziam uma entrega do produto desviado, foi dada voz de prisão aos envolvidos.

“Na delegacia, ficou comprovado que o ajudante que estava com o motorista naquele dia estava em seu primeiro dia de trabalho e não tinha indícios de que ele sabia do esquema. O ajudante que participava do esquema não estava trabalhando no dia. O motorista do caminhão confessou o crime e informou que ele e outro ajudante já realizavam esse esquema de desvio há cerca de quatro meses", disse Leonardo Amorim.

O homem foi autuado em flagrante por receptação e encaminhado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Domingos do Norte. A mulher que recebia a carga assinou um termo circunstanciado por receptação culposa e foi liberada após assumir o compromisso de comparecer em Juízo quando solicitada. Os nomes dos dois não foram informados pela polícia.

Segundo o delegado, a suspeita é de que as cargas também eram desviadas para outros municípios da Região Norte. As investigações continuam com o objetivo de identificar e prender o outro suspeito envolvido no esquema.

Procurada para se manifestar sobre o assunto, a empresa informou à reportagem de A Gazeta que retornaria o contato, mas não se manifestou até a publicação desta matéria. Esse texto será atualizado quando houver um posicionamento.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Ecoporanga Linhares Polícia Civil linhares ES Norte

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.