ASSINE

Jovem que agrediu idosa em igreja de Vitória tem perfil psicopata, diz delegado

Imagens que mostram o momento em que o suspeito agride covardemente a idosa foram divulgadas nesta sexta-feira (16) pela Polícia Civil. Caso aconteceu no dia 30 de junho deste ano na Paróquia de Nossa Senhora das Graças, em Jucutuquara

Vitória
Publicado em 16/07/2021 às 18h41
Jovem de 18 anos agrediu idosa de 67 com golpes de garrafa térmica na cabeça e no rosto dentro de igreja em Jucutuquara, em Vitória
Jovem de 18 anos agrediu idosa de 67 com golpes de garrafa térmica na cabeça e no rosto dentro de igreja em Jucutuquara, em Vitória. Crédito: Divulgação | Polícia Civil

Um jovem de 18 anos foi preso na última terça-feira (13) suspeito de agredir uma idosa de 67 dentro de uma igreja no bairro Jucutuquara, em Vitória e, durante coletiva de imprensa realizada nesta sexta-feira (16) para detalhar o caso, o delegado-geral da Polícia Civil, José Darcy Arruda, traçou brevemente o perfil psicológico do suspeito. Segundo ele, o rapaz tem o comportamento típico de um psicopata. A identificação do suspeito não foi informada pela polícia, apenas as iniciais do nome dele: J.C.S.N.C.

"Ele se apresenta com um comportamento típico de um psicopata: ele é envolvente e encantador, porém desonesto. Por isso, então, ele nega com tranquilidade. Com relação à agressividade, demonstra ter a patologia de Boderline. Quando 'rompe', não consegue controlar seus impulsos até atingir o objetivo. É preciso ter cuidado com ele", alertou Arruda.

Um vídeo do momento em que o suspeito agride covardemente a idosa foi divulgado nesta sexta-feira pela Polícia Civil. O caso aconteceu no dia 30 de junho deste ano, na Paróquia de Nossa Senhora das Graças, em Jucutuquara. Na ocasião, a senhora foi agredida agressivamente com vários golpes de garrafa térmica na cabeça e no rosto. As imagens são fortes. Veja abaixo:

Momento em que suspeito agride idosa dentro de igreja em Vitória

Segundo o delegado Gianno Trindade, titular da Delegacia de Segurança Patrimonial (DSP), a polícia recebeu uma denúncia anônima com a foto do suspeito apontando que ele seria o morador de rua que praticou o crime. O rapaz também prestava serviços como lavador de carros no mesmo bairro.

"Passamos a diligenciar a região da Pracinha de Jucutuquara, sempre mandando uma viatura para lá ou alguém da equipe. No dia 13, localizamos o indivíduo com as mesmas características da foto que recebemos. Ele portava sete pinos de cocaína e duas pedras de crack. Autuamos por tráfico de drogas e mostramos ao juiz que ele era suspeito desse ato gravíssimo", detalhou.

Durante entrevista coletiva, Gianno especificou que foram 30 golpes com garrafa términa na cabeça e no rosto da senhora, que precisou levar 19 pontos no couro cabeludo e na face. "Na audiência de custódia, o juiz viu o ato e decidiu que ele não poderia ficar solto. Chamamos a vítima e uma testemunha para fazer o reconhecimento e elas afirmaram com toda certeza que se tratava do agressor", completou o delegado.

NARRATIVA DO CRIME NA IGREJA

O rapaz foi preso em flagrante de forma preventiva e, na última terça-feira (13), foi dada a entrada no pedido de prisão por tentativa de latrocínio. As investigações constataram que o suspeito chegou à igreja exatamente às 18h26 e saiu às 18h40.

"Ele não assume, mas tentou matar. O vídeo foi editado, mas ele entra na igreja, pede para ir ao banheiro, sai, retorna, pergunta se ia ter missa e se tinha mais alguém. A senhora diz que não. Ele fica em pé em frente a mesa do padre olhando para a sacristia. Ele, então, senta no banco, vai para a sacristia. A senhora lembra que a bolsa e o celular dela estavam lá e vai para a sacristia. É quando ele sai e começa a agredi-la", narrou o delegado.

HISTÓRICO DO SUSPEITO

A Polícia Civil checou o histórico do rapaz e identificou que, quando ele era menor de idade, já havia sido responsável por diversas ocorrências em Colatina: furto, roubo, ocorrência na Lei Maria da Penha, onde agrediu e ameaçou de morte a própria madrasta, e agressão contra enfermeiros de um hospital onde ficou internado por uso de drogas. Veja vídeo do momento da prisão:

Suspeito de agredir idosa enquanto preparava missa em Vitória é preso

A Gazeta integra o

Saiba mais
Espírito Santo Polícia Civil Vitória (ES) crime espírito santo Igreja Bairro Jucutuquara

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.