ASSINE

Crime brutal em São Domingos do Norte: a última mensagem enviada

Celulares passaram por perícia da Polícia Civil, que encontrou a última mensagem enviada pelo pai que matou esposa e filhos antes de tirar a própria vida

Colatina / Rede Gazeta
Publicado em 01/07/2021 às 17h56
Família morta pelo pai, que depois tirou a própria vida no ES
Pai assassinou os três filhos e a esposa e depois tirou a própria vida. Crédito: Rede Social

Quinze dias depois que a morte de uma família inteira em São Domingos do Norte chocou todo o Espírito Santo, a reportagem de A Gazeta teve acesso à última mensagem que o pedreiro Flávio Sandro Olmo, 42 anos, escreveu na madrugada em que matou a esposa e os três filhos enquanto eles dormiam. No texto, encaminhado para uma amiga, ele disse que “não aguentava mais”. 

A Polícia Civil acredita que a mensagem, enviada às 4 horas da madrugada do dia 15 de junho, foi escrita depois dos assassinatos.  Em seguida, Flávio acabou tirando a própria vida. O registro foi obtido pela polícia ao analisar os celulares da família durante o trabalho de perícia.

Mensagem que o pedreito encaminho p
Mensagem enviada por pedreiro na madrugada dos crimes. Crédito: Obtido por A Gazeta

O delegado Rafael Pereira Caliman, responsável pelas investigações, acredita que o crime foi cometido porque o pedreiro não aceitava a separação da esposa. Na tarde anterior à tragédia, Flávio e Eusivania Marcelino de Souza, 40 anos, chegaram a conversar sobre o término do relacionamento e ele disse que “estava morrendo por dentro” com a situação.

Pedreiro disse para a esposa que estava morrendo por dentro
Troca de mensagens entre pedreiro e esposa no dia anterior aos crimes. Crédito: Obtido por A Gazeta

A polícia descartou que outra pessoa tenha participado dos assassinatos. O delegado afirmou que a investigação está em fase final e deve fechar o inquérito após ouvir as últimas testemunhas.

O delegado relatou ainda que todas as quatro vítimas tinham cortes no pescoço provocados por um facão que foi encontrado na casa da família. Além disso, os dois filhos mais novos tinham afundamento no crânio, provocados por golpe de marreta.

O CRIME 

Na manhã do dia 15 de junho, José Olmo, irmão e vizinho de Flávio, estranhou que uma das suas sobrinhas não havia passado na casa dele, como fazia diariamente. Ele foi até a residência da família ver o que havia acontecido e encontrou os corpos.

Crime aconteceu na madrugada desta terça-feira (15) em São Domingos do Norte
Crime aconteceu em São Domingos do Norte. Crédito: TV Gazeta 

As vítimas estavam em três cômodos diferentes. Os filhos mais novos Anelise de Souza Olmo, de 4 anos, e Ítalo de Souza Olmo, de 8 anos, em um quarto, em uma cama beliche; a filha mais velha, Lais de Souza Olmo, de 18 anos, sozinha, em outro quarto; e a esposa Eusivania Marcelino de Souza, de 40 anos, no quarto do casal.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.