ASSINE

Recall de Marcas: até 4 anos de estratégias para ser mais lembrada

Presidente da Futura, José Luiz Orrico, afirma que é preciso um trabalho de  longo prazo conquistar a liderança no ranking. Pesquisa deste ano mostra que algumas companhias conseguiram crescer

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 16/06/2021 às 16h51
Troféu Recall de Marca
Troféu do Recall de Marcas de A Gazeta. Crédito: Divulgação

Em parceria com a Rede Gazeta, o Instituto Futura realizou a pesquisa do 29º Recall de Marcas da Rede Gazeta, baseada na percepção da população da Grande Vitória sobre 75 segmentos pesquisados de produtos e serviços.

O estudo ranqueia o percentual de lembrança dos consumidores com as marcas citadas e serve de parâmetro  para a disputa mercadológica capixaba, indicando os desempenhos de cada empresa dos segmentos avaliados. E para o presidente da Futura, José Luiz Orrico, é preciso um trabalho de anos para conquistar um lugar nesse ranking.

"Isso é um trabalho de longo prazo. Não adianta achar que uma campanha de três meses vai resolver ou mesmo na internet. É um trabalho que tem que ser pensado em mais tempo. Você tem que fazer uma estratégia por dois, três, quatro anos para ir conquistando. Veja pelo recall mesmo. Não tem nenhuma marca que cresce de um ano para o outro. É um trabalho de muito tempo na lembrança do consumidor", afirma Orrico.

José Luiz Orrico, presidente da Futura
José Luiz Orrico, presidente da Futura. Crédito: João Paulo Rocetti

A afirmação do presidente da Futura pode ser observada também no crescimento de marcas ao longo das edições do recall. Muitas vem desde 2018 elevando a posição até alcançar o primeiro lugar. Orrico explica que a pesquisa evidencia que houve estratégia das marcas para esse crescimento.

"É evidente que tem uma estratégia de marketing por trás delas. O posicionamento da empresa se dá com estudo, trabalho de marketing, comunicação, propaganda, trabalho em ponto de venda", aponta.

COMO É FEITA A PESQUISA

A Futura está no mercado há 28 anos sendo referência na realização de pesquisas no Espírito Santo e em outros Estados. A empresa conta com técnicos de alta qualificação e experiência, utiliza tecnologias e metodologias avançadas na coleta e processamento de dados, informações e análises.

Este ano a pesquisa foi realizada com 2,4 mil consumidores do Estado em 78 segmentos, que servem de parâmetro da disputa mercadológica. As entrevistas foram feitas entre fevereiro e março de 2021 em quatro municípios da Grande Vitória, Vitória, Serra, Cariacica e Vila Velha.

"Esse volume de entrevista permite que a gente use como margem de erro 2 pontos para mais ou menos. Se a gente fizer essa pesquisa 100 vezes, 95 vezes vai dar dentro desse critério metodológico", explica Orrico.

De acordo com o presidente da Futura, em um momento em que cada vez mais marcas surgem no mercado e passam a ter peso na decisão de compra, ser lembrado pelos consumidores não é só muito importante, como fundamental para que a marca continue vendendo.

José Luiz Orrico

Pesidente da Futura

"Quando se tem uma marca que é muito citada pelo consumidor, desde que ela seja lembrada positivamente, com valores positivos, é muito bom. Isso ajuda nas vendas. A marca é a primeira referência que a pessoa tem. Se os valores dessa empresa são positivos, o importante é que, quando a pessoa pensa em consumir aquele produto ou serviço, a marca venha à cabeça. Essa é a importância de ser conhecido, lembrado"

O diretor de Mercado da Rede Gazeta, Márcio Chagas, avalia a importância da pesquisa para o mercado capixaba. “O recall é uma prestação de serviço que a Rede Gazeta realiza há 29 anos para o mercado publicitário capixaba. As pessoas ficam ansiosas por esse evento porque ele é um termômetro sobre como as ações de marca refletem no público”.

Chagas ainda complementa que, mesmo para as marcas que conquistaram o primeiro lugar na premiação, estar no ranking já é positivo para as marcas. “Levando em consideração a quantidade de marcas citadas, só de receber um índice de lembrança do público, isso já faz diferença para as marcas. Por que isso significa que elas estão na mente do consumidor”, afirma.

PROGRAMAÇÃO RECALL WEEK

Com o slogan “marcas que se movimentam”, a edição de 2021 do Recall vai premiar empresas, instituições e órgãos que mais mexeram com a memória e com a mente dos capixabas. Neste ano, o foco é valorizar o empenho e a dedicação daqueles que movimentam as empresas todos os dias: profissionais de marketing e de comunicação e os gestores dos negócios.

“O tema do evento deste ano mostra, justamente, a importância de se manter em movimento no mercado e inovando o tempo inteiro. Porque, principalmente nesse cenário de pandemia, quem fica parado não sobrevive", afirma o diretor de Mercado da Rede Gazeta.

As marcas ganhadoras do Recall 2021 serão apresentadas ao público durante a Recall Week, que acontecerá entre os dias 21 e 27 de junho. De acordo com Chagas, tanto o público quanto as peças podem esperar uma semana repleta de conteúdos.

“As marcas campeãs serão apresentadas durante os intervalos na programação da TV Gazeta e outras plataformas. Além disso, todos os dias nós teremos lives com palestras sobre marketing e comunicação tanto para quem já é da área, quanto para o público que tem interesse. Nós também vamos promover shows exclusivos nas rádios, com artistas como Nando Reis. É uma mistura de capacitação, conhecimento, entretenimento e celebração. Então vai ser uma semana bem intensa", conclui.

A Gazeta integra o

Saiba mais
empresas Recall de Marcas

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.