ASSINE

Medidas ajudam a organizar e a reduzir filas nas agências da Caixa

Prefeituras de Viana e Serra começaram  a pintar setas para evitar aglomeração e  o cumprimento do distanciamento social; banco também adotou outras ações

Publicado em 06/05/2020 às 15h52
Atualizado em 06/05/2020 às 15h53

Caixa Econômica Federal está mudando os procedimentos para reduzir as filas na porta das agências. Para isso, formou parceria com algumas prefeituras para organizar as pessoas que procuram por atendimento, além da utilizar agências itinerante. No entanto, apesar das medidas  ainda foi grande o número de pessoas que estavam nas portas das unidades em busca do auxílio emergencial do governo federal.

Para que os trabalhadores atendam as recomendações de distanciamento social, as prefeituras de Viana e Serra passaram a organizar as pessoas, marcando no chão o local de espera. Há ainda entrega de máscaras.

De acordo com o secretário de Defesa Social de Viana, Ledir Porto, o trabalho é uma parceria da Prefeitura com a Caixa, PM e Corpo de Bombeiros para evitar aglomerações e evitar proliferação do coronavírus na cidade.

As marcações foram feitas no asfalto, respeitando o distanciamento de 2 metros metros de uma pessoa para outra. Além disso, a equipe da Secretaria de Saúde está medindo a temperatura de quem está na fila e orientando sobre o distanciamento e isolamento social.

A Prefeitura de Viana informou que a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros estão auxiliando na organização das filas e entrada na agência. 

Fila nas agências da Caixa

Prefeitura da Serra pinta faixas no chão para manter distanciamento social nas filas da caixa
Prefeitura da Serra pinta faixas no chão para manter distanciamento social nas filas da caixa. Prefeitura da Serra/Divulgação
Prefeitura da Serra pinta faixas no chão para manter distanciamento social nas filas da caixa
Prefeitura da Serra pinta faixas no chão para manter distanciamento social nas filas da caixa. Prefeitura da Serra/Divulgação
Prefeitura da Serra pinta faixas no chão para manter distanciamento social nas filas da caixa
Prefeitura da Serra pinta faixas no chão para manter distanciamento social nas filas da caixa. Prefeitura da Serra/Divulgação
Prefeitura de Viana pinta faixas para organizar filas na caixa
Prefeitura de Viana pinta faixas para organizar filas na caixa. Prefeitura de Viana/Divulgação
Prefeitura de Viana pinta faixas para organizar filas na caixa
Prefeitura de Viana pinta faixas para organizar filas na caixa. Prefeitura de Viana/Divulgação
Prefeitura de Viana pinta faixas para organizar filas na caixa
Prefeitura de Viana pinta faixas para organizar filas na caixa. Prefeitura de Viana/Divulgação
Prefeitura de Viana pinta faixas para organizar filas na caixa
Prefeitura de Viana pinta faixas para organizar filas na caixa. Prefeitura de Viana/Divulgação
Prefeitura de Viana pinta faixas para organizar filas na caixa
Prefeitura de Viana pinta faixas para organizar filas na caixa. Prefeitura de Viana/Divulgação
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha. Carlos Alberto Silva
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha. Carlos Alberto Silva
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha. Carlos Alberto Silva
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha. Carlos Alberto Silva
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha. Carlos Alberto Silva
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha. Carlos Alberto Silva
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha. Carlos Alberto Silva
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha. Carlos Alberto Silva
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha. Carlos Alberto Silva
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha. Carlos Alberto Silva
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha
Fila na agência da Caixa da Avenida Aracruz, em Itaparica, Vila Velha

Na Serra, foram pintadas setas nas calçadas próximas às principais unidades do banco em Serra Sede e no Civit, em Laranjeiras. A marcação terá intervalo de um metro e meio, garantindo o distanciamento mínimo que as pessoas devem manter para evitar o contágio do novo coronavírus.

“Cada pessoa deverá ficar em uma seta e, caso a fila passe por um cruzamento, deverá aguardar a liberação da próxima seta para atravessar a via", explica a secretária de Desenvolvimento Urbano (Sedur), Mirian Soprani.

A Prefeitura da Serra informou que o trabalho está sendo executado pela Secretaria de Serviços (Sese) e que a pintura teve início na noite desta terça-feira (5), nas vias próximas às agências de Serra-Sede e Civit II.

Ainda serão pintadas faixas nas agências de Laranjeiras, Jardim Limoeiro e Jardim Atlântico. A previsão é de que a sinalização seja concluída já nesta semana.

INICIATIVAS DA CAIXA

A Caixa informou que houve uma redução considerável das filas nas agências em todo o país. Em muitos casos, segundo a instituição, unidades que antes tinham aglomerações de pessoas em busca do saque do auxílio emergencial tiveram suas filas zeradas antes da abertura das portas, às 8h, resultado das medidas do banco para agilizar o atendimento.

O banco reforça que o trabalhador não precisa madrugar na fila e que todos chegarem nas agências no horário de funcionamento, das 8h às 14h, serão atendidas. A Caixa disse que está atenta à situação e tem feito esforços para que as filas sejam reduzidas.

Para isso, a instituição realizou parcerias em diversas cidades para a sinalização e organização das filas e instalação de impressoras para facilitar a triagem fora da agência, sempre levando em conta os cuidados necessários para evitar a transmissão do novo coronavírus.

AGÊNCIA ITINERANTE

A Caixa vai disponibilizar também caminhões-agência itinerantes para atender em locais com maior necessidade. No ES, o serviço ocorre até o dia 8 de maio, em Alfredo Chaves.

De acordo com a instituição, o esforço tem como objetivo atender a população com mais qualidade e garantir que o auxílio chegue a quem realmente precisa, nessa que é a maior ação de bancarização da história do país.

Desde o dia 9 de abril, quando teve início o pagamento, 50 milhões de brasileiros já receberam o crédito do benefício, ou seja, um em cada três adultos. Ao todo, mais de R$ 35 bilhões já foram creditados.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.