ASSINE

ES produz o primeiro azeite genuinamente capixaba

Azeitonas foram colhidas em Santa Teresa e enviadas para propriedade em Domingos Martins, onde passam por processamento e envase. Produto fica pronto no final de abril

Tempo de leitura: 2min
Vitória
Publicado em 15/03/2022 às 17h36
As azeitonas foram colhidas nos dias 3 e 4 de março deste ano, em nove propriedades em Santa Teresa
As azeitonas foram colhidas nos dias 3 e 4 de março deste ano, em nove propriedades em Santa Teresa. Crédito: Divulgação | Incaper

Espírito Santo vai produzir, pela primeira vez, um azeite 100% capixaba – da plantação ao envase. A inédita colheita comercial de azeitona aconteceu há cerca de dez dias no município de Santa Teresa, na Região Serrana do Estado. Já em relação à transformação do fruto em óleo, o processo será feito a em uma propriedade em Domingos Martins.

Nunca antes realizada totalmente no Estado, a produção é consequência de um projeto iniciado ainda em 2012 pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper). O foco é elaborar azeite extravirgem de baixa acidez – cujo tipo é considerado o mais nobre na culinária.

Depois de pronto, o azeite voltará para as pessoas envolvidas na plantação e produção
Colheita deve resultar na produção de 277 garrafas com 250 ml de azeite, cada . Crédito: Divulgação | Incaper

A recente colheita ocorreu em nove propriedades rurais, totalizando aproximadamente 936 kg de azeitona. Ao longo dos últimos sete anos, o plantio de oliveiras foi difundido pelo programa e, atualmente, abrange 17 municípios do Espírito Santo, contando com um total de 150 produtores.

3 milhões de m²

É a soma do tamanho das áreas destinadas à plantação de azeitonas no ES, segundo o Incaper

Coordenador do projeto de olivicultura, o extensionista Carlos Alberto Sangali de Mattos defende que a primeira colheita comercial de azeitonas representa um "momento histórico" e colabora para o desenvolvimento da atividade e do agroturismo na Região Serrana do Estado.

"A produção de azeite, coexistindo com outras atividades, potencializa o desenvolvimento e busca atender à demanda interna, ampliando a geração de oportunidades de trabalho e aumentando a rentabilidade. Dessa forma, a qualidade de vidas das pessoas envolvidas no negócio também melhora", afirma.

Diversas pessoas participaram da primeira colheita comercial de azeitonas, em Santa Tereza
Diversas pessoas participaram da primeira colheita comercial de azeitonas, em Santa Teresa. Crédito: Divulgação | Incaper

De acordo com informações divulgadas pelo Incaper, o processamento das azeitonas e o envase do óleo acontecerá no distrito de Aracê, em Domingos Martins, na propriedade de Paulo Sardemberg. Ainda segundo o instituto, o produto deve ficar pronto no final de abril deste ano, mas não será comercializado.

AZEITE "MEIO" CAPIXABA

Em março de 2018, produtores de Santa Teresa fizeram uma colheita expressiva de azeitonas, também resultado do projeto do Incaper. Entretanto, naquela época, os frutos foram encaminhados para uma agroindústria, que os transformou em azeite, no município de Catas Altas de Noruega, em Minas Gerais.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.