Caixa libera saque do auxílio emergencial para 3,5 milhões nesta segunda (18)

Resgate em dinheiro será liberado para beneficiários nascidos em agosto dos ciclos 5 e 6 de pagamentos e também para os trabalhadores que recebem conforme o calendário do auxílio residual

Publicado em 17/01/2021 às 20h06
Vitória - ES - Fila na agência da Caixa Econômica Federal para retirada do benefício do Governo Federal na avenida Vitória em Jucutuquara.
Fila na agência da Caixa Econômica Federal para retirada do benefício do Governo Federal na avenida Vitória em Jucutuquara. . Crédito: Vitor Jubini

Caixa Econômica Federal libera, nesta segunda-feira (18), o saque do auxílio emergencial para cerca de 3,5 milhões de brasileiros. Agora, vão poder ter o dinheiro em mãos os nascidos em agosto que fazem parte do ciclo de pagamentos do benefício, e também os que estão no grupo dos aprovados em dezembro e que seguem o calendário do auxílio residual.

Segundo o banco, o saque será liberado para 3,4 milhões trabalhadores nascidos em agosto e que estão nos ciclos 5 e 6 de pagamentos. O dinheiro já está depositado na conta desses beneficiários desde o dia 20 de dezembro, mas, até agora, só poderia ser movimentado em transações pelo aplicativo Caixa Tem.

Também vão receber 100 mil nascidos em agosto cujo os pagamentos são feitos de acordo com o calendário do auxílio residual. Esses beneficiários só tiveram o pedido aprovado em dezembro, e já começaram recebendo a parcela reduzida do benefício, no valor de R$ 300 (sendo R$ 600 para mães chefes de família).

O dinheiro pode ser sacado em lotéricas, correspondentes Caixa Aqui ou mesmo agências do banco. Para os trabalhadores que optarem por não sacar o benefício, continua disponível a opção de utilizar dos recursos pelo aplicativo Caixa Tem, como pagamento de contas e boletos, transações on-line usando o cartão de débito virtual e compras físicas usando o QR Code.

O benefício foi criado pelo governo federal em abril de 2020, no início da pandemia do coronavírus no Brasil, para auxiliar trabalhadores informais, desempregados, microempreendedores individuais, entre outros grupos vulneráveis. O auxílio foi estendido por até mais quatro parcelas extras, a depender do mês em que o trabalhador começou a receber. Quem teve o auxílio liberado mais tarde receberá menos parcelas.

VEJA TODOS OS CALENDÁRIOS

CALENDÁRIO AUXÍLIO RESIDUAL

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.