ASSINE

Professor desaparecido é encontrado morto no balneário de Guriri em São Mateus

A causa da morte não foi constatada. Diego Vaccari Moreira, de 41 anos, estava desaparecido desde sábado (9), quando saiu de casa na orla mateense

Tempo de leitura: 2min
O professor Diego Vaccari Moreira, de 41 anos, desapareceu na manhã do último sábado (9), no município de São Mateus.
O professor Diego Vaccari Moreira, de 41 anos, desapareceu na manhã do último sábado (9), no município de São Mateus. Crédito: Acervo pessoal

Foi encontrado morto, na tarde desta quarta-feira (13), o professor Diego Vaccari Moreira, de 41 anos, que desapareceu na manhã do último sábado (9), no município de São Mateus, no Norte do Espírito Santo. A causa da morte ainda não foi constatada. Segundo a Polícia Civil, havia uma sacola próxima ao corpo dele, que tinha sido vista em imagens de câmeras de videomonitoramento.

Diego era professor de Geografia, e já tinha atuado em uma escola da rede estadual no município. Ele morava com a família no bairro Guriri, onde foi localizado já sem vida, nas imediações do Projeto Tamar.

Câmeras de videomonitoramento registraram o último momento em que Diego é visto, caminhando por uma rua da região. O homem aparece de camisa branca, carregando uma sacola. 

Este vídeo pode te interessar

O corpo de Diego foi encaminhado ao Serviço Médico Legal (SML) de Linhares, onde deve passar por exames para identificar a causa da morte.

RELEMBRE O CASO

Diego Vaccari Moreira passava por um quadro depressivo, segundo familiares. Crédito: Leitor | A Gazeta
Diego Vaccari Moreira passava por um quadro depressivo, segundo familiares. Crédito: Leitor | A Gazeta

No dia seguinte ao desaparecimento, os familiares registraram o boletim de ocorrência na Delegacia Online (Deon), que foi validado na 18°Delegacia Regional de São Mateus, e a Polícia Civil iniciou as investigações.

Na ocasião, familiares também fizeram buscas pelos hospitais da região, e ligaram para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), mas não conseguiram nenhuma informação que pudesse levá-los até o familiar desaparecido.

O irmão do desaparecido, Rafael Vaccari Moreira, contou que Diego estava passando por um quadro depressivo. Ele sentia muitas dores crônicas, e para aliviar os sintomas, tomava remédios fortes, o que resultou num agravamento do quadro de depressão.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.