ASSINE
Oferecimento:
Modo de Visualização:

Serra alerta banhistas sobre caravelas-portuguesas nas praias

Este organismo pode queimar a pele das pessoas que tiverem contato com ele

Caravela-portuguesa
Caravela-portuguesa encontrada em praia de Manguinhos, na Serra. Crédito: Divulgação/Semma-PMS

Um organismo vivo, conhecido como caravela-portuguesa, foi encontrado na praia de Manguinhos, na Serra. Segundo a Secretaria de Meio Ambiente do município, o aparecimento do ser é esperado para este período do ano, portanto, é necessário cuidado. A caravela-portuguesa  pode queimar a pele das pessoas que tiverem contato com ela. Esse é um mecanismo de defesa do animal.

Segundo a secretaria, é fundamental evitar ao máximo o contato. Por ser uma espécie colorida, pode chamar a atenção de crianças, que reagem tentando pegar o animal. Por isso, é preciso se atentar e observar a região da praia, para evitar problemas.

Caso o organismo seja avistado, é necessário manter distância. Além disso, se houver uma grande quantidade na área, é recomendado evitar entrar na água. 

O QUE FAZER CASO HAJA CONTATO COM A CARAVELA-PORTUGUESA?

Caso o contato com o organismo não possa ser evitado e isso gere uma queimadura, é indicado lavar o local com água do mar, evitando o contato das mãos e, posteriormente, fazer uso de vinagre para neutralizar a ação da toxina. Com as dores persistindo, é indicado procurar um médico.

O organismo não vai de encontro aos banhistas com o propósito de atacar. Apesar disso, o contato com um deles, mesmo morto, provoca lesões na pele e no sistema nervoso. Nesses casos, podem gerar dores, coceiras e vermelhidão. Em algumas situações, podem ocasionar até mesmo queimaduras graves, de terceiro grau.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Meio Ambiente Serra Mundo Animal acidente manguinhos serra

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.