ASSINE

ES começa a vacinar trabalhadores da limpeza urbana contra a Covid-19

As primeiras doses para o grupo, que conta com cerca de 7 mil profissionais em todo o Estado, começaram a ser aplicadas na manhã desta segunda-feira (12). Ato simbólico ocorreu em Vila Velha

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 12/07/2021 às 11h49
Vacinação
Cerca de 15 trabalhadores da limpeza urbana receberam a primeira dose do imunizante no ato simbólico, em Vila Velha. Crédito: Reprodução/TV Gazeta

Com cerca de 60% da população adulta do Estado já vacinada com a primeira dose contra a Covid-19, o Espírito Santo inclui mais uma classe de trabalhadores na vacinação. Na manhã desta segunda-feira (12), os profissionais da limpeza urbana começaram a receber a primeira dose do imunizante.

Em uma cerimônia simbólica no bairro Novo México, em Vila Velha, os primeiros trabalhadores do grupo foram contemplados. O evento contou com a presença do governador Renato Casagrande, que comentou sobre a ampliação da imunização. No ato simbólico, 15 profissionais foram vacinados. Ao todo, cerca de 7 mil trabalhadores da categoria receberão o imunizante em todo o Estado.

"Sem dúvidas é mais um momento importante da parceria do Governo do Estado com a Prefeitura de Vila Velha e vacinamos hoje um grupo importantíssimo. Só aqui (Vila Velha) são mais de 700 profissionais. Uns 200 já receberam a vacina por estarem em outros grupos e só aqui nesta empresa serão aproximadamente 400 trabalhadores. Além disso, no próximo dia 15 iniciaremos com os profissionais da indústria. A cada momento vamos avançamos nos grupos prioritários", destacou Casagrande.

Para agilizar e abranger o maior número possível de pessoas, a vacinação dos trabalhadores da limpeza urbana de Vila Velha ocorre nos próprios locais de trabalho, evitando que eles precisem se deslocar até um ponto de vacinação. Cada município, entretanto, é responsável por definir os locais onde a vacina será aplicada.

ANTECIPAÇÃO DA PFIZER

No mesmo evento, Casagrande disse que inicialmente a aplicação da segunda dose do imunizante da Pfizer no Estado não deve ser antecipada como ocorreu com o produzido pela AstraZeneca.

A novidade ficou por conta do provável início da vacinação de jovens no Espírito Santo. O governador disse que a expectativa é que já no final de julho e início de agosto, pessoas com idade entre 12 a 17 anos com comorbidades ou algum grau de deficiência também sejam incluídos na vacinação contra a Covid-19. Estes receberão o imunizante da Pfizer, aplicado em duas doses.

Como a vacina só pode ser armazenada por um período máximo de cinco dias, a prefeitura abriu para pessoas de 30 a 59 anos com comorbidades
Jovens com comorbidades e com deficiência receberão em breve a imunização no ES com a vacina da Pfizer. Crédito: Márcia Leal/PMCI

Até o momento, além da limpeza urbana, as categorias contempladas com a vacinação no Espírito Santo são da saúde, segurança pública, transporte público (rodoviários, portuários, ferroviários e aeroportuários) e educação.

Com informações de Gabriela Martins, da TV Gazeta

A Gazeta integra o

Saiba mais
Vila Velha Vila Velha Covid-19 Campanha de vacinação

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.