ASSINE

Construtora vai custear diárias de moradores que tiveram que sair de prédio

A Santos Construtora informou, por meio da advogada Caroline Cucco, que a hospedagem e alimentação está sendo oferecida a todos os moradores do perímetro interditado até que possam voltar a suas casas, no bairro Nova Itaparica, em Vila Velha

Vitória
Publicado em 25/01/2021 às 19h15
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01)
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura. Crédito: Ricardo Medeiros

Após constatação do risco de desmoronamento em um prédio de Nova Itaparica, em Vila Velha, na madrugada do último domingo (24), 130 moradores precisaram deixar as residências, mas alguns deles não têm para onde ir. Para passarem a noite, eles foram acomodados em um hotel da região. No entanto, às 12h desta segunda-feira (25) venceu a diária na hospedagem e os moradores ficaram com receio de que a acomodação não fosse renovada. Foi iniciada uma negociação com a construtora responsável pelo imóvel para que fosse definido para onde as pessoas iriam.

Procurada, a Santos Construtora informou, por meio da advogada Caroline Cucco, que estão sendo tomadas todas as medidas cabíveis, inclusive com realocação de todos os moradores para um único hotel, o Bristol de Itaparica, no início desta tarde (25). Cucco explicou que cerca de 50 apartamentos do hotel serão ocupados. A hospedagem e alimentação estão sendo oferecidas a todos os moradores do perímetro interditado até que possam voltar a suas casas.

"Desde o momento do ocorrido a Santos Construtora tem prestado toda a assistência aos moradores, fornecendo hospedagem em hotéis e alimentação. Até o presente momento a construtora não foi notificada pelos órgãos competentes quanto ao ocorrido na madrugada de domingo e nem mesmo recebeu nenhuma informação oficial. Anteriormente, diante da urgência da situação, período da madrugada e alta temporada, foi dificultosa a hospedagem de todos no mesmo local. A hospedagem e alimentação está sendo oferecida a todos os moradores do perímetro interditado que quiseram deixar suas casas, não somente aos moradores do edifício Santos 2", afirmou Cucco.

VISTORIA DO CREA

Após risco de desmoronamento em um prédio de Nova Itaparica, em Vila Velha, suficiente para que 130 moradores deixassem suas casas, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-ES) esteve no local para vistoriar o prédio de cinco andares e o entorno. Apesar de terem sido realizados trabalhos de escoramento, inicialmente foram verificadas algumas colunas com esmagamento e colapso na estrutura. De acordo com o Crea-ES, foi feito ainda neste domingo (24) o procedimento de escoramento com aço, sendo utilizado material de trilho de trem para conseguir segurar a estrutura.

Engenheiros do Crea-ES fazem nova avalição em prédio que ameaça desabar em o Nova Itaparica, em Vila Velha

Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01)
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01) . Ricardo Medeiros
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01)
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01) . Ricardo Medeiros
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01)
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01) . Ricardo Medeiros
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01)
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01) . Ricardo Medeiros
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01)
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01) . Ricardo Medeiros
Em Nova Itaparica, Vila Velha
Prédio com risco de desmoronamento em Vila Velha. Reprodução | TV Gazeta
Em Nova Itaparica, Vila Velha
É possível ver o vergalhão retorcido e ferragem exposta em coluna. Reprodução | TV Gazeta
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01)
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01). Ricardo Medeiros
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01)
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01). Ricardo Medeiros
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01)
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01). Ricardo Medeiros
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01)
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01). Ricardo Medeiros
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01)
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01). Ricardo Medeiros
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01)
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01)
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01)
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01)
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01)
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01)
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01)
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01)
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01)
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01)
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01)
Equipe de engenheiros especialistas do Crea-ES foram ao bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, para mais uma vistoria no prédio que apresentou instabilidades na estrutura, na madrugada de domingo (24/01)

O edifício, que foi entregue há dois anos, já apresenta problemas. Segundo o engenheiro e gerente de relacionamento do conselho, Giuliano Battisti, já foi constatado esmagamento da estrutura e flambagem em dois pilares importantes. "Duas colunas com alterações importantes, com colapso. Já verificamos, nisso, divergência com o projeto. Já conversamos com a Defesa Civil e orientamos que não seja permitida ocupação no local. Vai precisar ser feita intervenção grande, seja de reforço, reconstituição, de verificar fundação, todos os aspectos de engenharia", disse.

Em entrevista à reportagem de A Gazeta, o engenheiro civil do Crea-ES informou que entre as divergências de execução em relação ao projeto inicial do prédio, está o uso de menos aço na estrutura das colunas do que o projeto previa.

"O que vimos foi de 30 a 40% do dimensionamento previsto no projeto. Ou seja, tem menos da metade da quantidade de aço que deveria ter. O próprio dimensionamento externo das colunas está reduzido, então os pilares suportam menos peso e acabaram, por isso, sendo esmagados. Além disso, o projeto previa 20 cm x 60 cm de dimensionamento das pilastras e de fato tem 20 cm x 40 cm. Outro ponto é que onde era para ter, pelo projeto, 16 hastes de aço, tem somente 6. É uma discrepância muito grande. E tem outros prédios no entorno sendo construídos pela mesma construtora. Já estamos olhando", alertou.

ENTENDA O CASO

Um prédio localizado na Avenida do Canal, no bairro Nova Itaparica, em Vila Velha, apresentou risco de desmoronamento na madrugada de domingo (24). De acordo com testemunhas, que preferem não se identificar, duas vigas de sustentação do imóvel estão trincadas. Moradores e vizinhos precisaram evacuar as residências.

Segundo informações da Prefeitura de Vila Velha (PMVV), o edifício Santos II, n°2 apresenta riscos e sofreu interdição. Além dele, o prédio de trás, as casas e prédios laterais e de frente também foram interditados. A Guarda Municipal realizou isolamento total da rua, não permitindo que as pessoas entrem no prédio até autorização do engenheiro da Defesa Civil, até para também resguardar de furtos aos bens nas residências interditadas.

Prefeitura de Vila Velha Vila Velha Vila Velha acidente defesa civil Desabamento

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.