ASSINE

Cachoeiro faz barreira sanitária e isola espaços de lazer

No município, está proibido utilizar os espaços públicos de esporte e lazer, como academias ao ar livre, quadras e praças. As barreiras começam nesta quarta (17)

Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 16/03/2021 às 10h20
No município, está proibido utilizar os espaços públicos de esporte e lazer, como academias ao ar livre, quadras e praças. As barreiras sanitárias começam nesta quarta-feira (17)
Cachoeiro faz barreira sanitária e isola espaços de lazer. Crédito: Prefeitura de Cachoeiro

Depois que a cidade de Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo, foi classificada como risco alto para transmissão do novo coronavírus, a prefeitura proibiu a utilização de espaços públicos de esporte e lazer e, a partir desta quarta-feira (17), começam a ser feitas barreiras sanitárias.

Segundo informações da prefeitura, nesta segunda-feira (15), a Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Qualidade de Vida (Semesp) começou a isolar essas áreas, para impedir a concentração e circulação de pessoas. Serão isolados os espaços Viva Mais (academias ao ar livre), playground do projeto Lazer para Todos, praças, campos, quadras e ginásios.

No primeiro dia já foram interditados: Praça de Fátima, academia da Beira Rio, quadras do Caiçara, do IBC e do Coramara, Ginásio do Aeroporto, áreas do Vila Rica e do Amarelo.

De acordo com a prefeitura, o trabalho de fechamento segue nos próximos dias e a população pode denunciar a violação dos locais, denuncie por meio do Disk Aglomeração, no telefone 153. Outras opções de contato são a página da Ouvidoria Geral (cachoeiro.es.gov.br/ouvidoriageral) e o aplicativo de celular “TodosJuntos”.

A prefeitura informou ainda que a previsão é de que as barreiras sanitárias comecem a funcionar nesta quarta-feira (17), nas entradas do município, porém, uma reunião deve acontecer nesta terça-feira (16), para definição da forma de trabalho.

CÂMARA SUSPENDE ATENDIMENTO PRESENCIAL AO PÚBLICO

A Câmara de Vereadores de Cachoeiro também divulgou alteração no funcionamento devido à classificação de risco alto. A partir desta terça-feira (16), os servidores estão em escala semanal de trabalho, com revezamentos de servidores, e o funcionamento da Câmara está estritamente interno. Além disso, o atendimento ao público será feito, exclusivamente, por telefone e meios eletrônicos, com restrição do acesso ao prédio da Câmara. As sessões no plenário serão realizadas apenas com a presença dos vereadores e servidores que atuam junto à mesa diretora, atas e transmissão on-line.

BARREIRAS SANITÁRIAS EM OUTROS MUNICÍPIOS DE RISCO ALTO

Além de Cachoeiro, outros quatro municípios estão em risco alto na Região Sul do Espírito Santo, são eles: MuquiPresidente KennedyIbatiba e Piúma.

Em Muqui e Presidente Kennedy, as barreiras começam a ser instaladas a partir desta terça-feira (16) e, além das entradas dos municípios, terão equipes atuando nos terminais rodoviários.

A Prefeitura de Ibatiba informou que a instalação de barreiras sanitárias ainda vem sendo discutida porque é um município que possui muitas vias de entradas e saídas, incluindo a BR 262 e a divisa com o Estado de Minas Gerais, dificultando a ação que demanda a utilização de várias equipes que, atualmente, estão concentradas na vacinação e atendimento à população.

Ibatiba divulgou ainda que alterou as medidas restritivas, proibindo o atendimento nas lanchonetes localizadas dentro de padarias e supermercados (que estão abertos por serem do setor essencial). O atendimento presencial em lanchonetes já não estava permitido e, com as mudanças, a partir de agora, fica determinado que também está suspenso o mesmo tipo de atendimento em comércio essencial e em lojas de conveniência, sorveterias e similares. Todos inclusos nestes casos só podem funcionar no sistema delivery (entrega em domicílio).

A Prefeitura de Piúma não retornou a demanda sobre a instalação de barreiras sanitárias.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.