Após explosão, Crea realiza vistoria em empresa de ar-condicionado no ES

De acordo com informações do conselho, participaram da ação a equipe de fiscalização e especialistas de engenharia do Crea-ES com o foco em observar a responsabilidade técnica pela instalação e manutenção dos equipamentos no local

Vitória
Publicado em 21/01/2021 às 18h12
Atualizado em 21/01/2021 às 18h12
Explosão
Fachada da empresa de manutenção de ar condicionados em Santa Tereza, em Vitória. Crédito: Carlos Alberto Silva

Após uma explosão ocorrida na terça-feira (19) em uma empresa de manutenção de aparelhos de refrigeração no bairro Santa Tereza, em Vitória, em que o proprietário, Rodrigo Cassimiro, veio a óbito, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo (Crea-ES) iniciou uma vistoria técnica na empresa na tarde desta quinta-feira (21).

De acordo com informações do conselho, participaram da ação a equipe de fiscalização e especialistas de engenharia do Crea-ES com o foco em observar a responsabilidade técnica pela instalação e manutenção dos equipamentos no local.

À reportagem, o engenheiro Igor Dadalto, assessor de Engenharia do Crea-ES, que esteve presente neste início da vistoria, afirmou que a intenção da fiscalização desta quinta-feira (21) foi colher informações. "Primeiro estamos buscando informações no sistema com relação aos profissionais da empresa e já identificamos alguns responsáveis técnicos que respondem pelos serviços. Queremos ainda ver se as instalações estavam de acordo com as normas, já que a gente sabe que, infelizmente, muitas empresas não cuidam corretamente da manutenção. Sei que é complicado em um momento desses, tão delicado. Mas precisamos minimizar o risco de algo assim ocorrer novamente", relatou.

Também segundo Dadalto, a primeira parte da verificação poderia terminar ainda nesta quinta-feira (21), no entanto, o local estava fechado e os engenheiros deverão voltar na empresa apenas na semana que vem. "Há perícias de outros órgãos sendo realizadas também. Mas no momento o local está fechado em virtude da gravidade dos acontecimentos. Então só conseguimos ver instalações externas, mas não conseguimos adentrar para verificar. Por enquanto, estamos recolhendo documentação a respeito dos responsáveis técnicos e outras informações, como se há registro no órgão competente. Já sabemos que aparentemente não há na empresa, em 2021, um engenheiro responsável, só técnicos. Temos que ver se o Conselho Regional de Técnicos (CRT) estava acompanhando", disse.

ESTADO DE SAÚDE DO ADOLESCENTE FERIDO

Na mesma explosão que matou Rodrigo Cassimiro, o filho da vítima, um adolescente de 14 anos, também se feriu e foi encaminhado ao Hospital Estadual de Urgência e Emergência (HEUE), em Vitória.

De acordo com um amigo próximo à família, que prefere não se identificar, o adolescente ferido está estável no hospital. "Ele realizou uma raspagem nos olhos e infelizmente perdeu uma orelha", contou.

RELEMBRE A EXPLOSÃO

Em Santa Tereza
Rodrigo Cassimiro era o proprietário da oficina em Vitória. Crédito: Reprodução | TV Gazeta

Um compressor de ar-condicionado explodiu na tarde desta terça-feira (19), por volta das 15h30, em uma empresa de manutenção de aparelhos de refrigeração no bairro Santa Tereza, em Vitória. O dono da empresa Rodrigo Cassimiro e o filho dele, de 14 anos, ficaram feridos. Ambos foram socorridos por ambulâncias, mas Rodrigo não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Acidentes de Trabalho (DEAT), que fez a perícia no local do acidente na terça-feira (19). Somente após o resultado do laudo da perícia de engenharia, será possível determinar a causa do acidente e as responsabilizações. O prazo para a confecção do laudo é de 30 dias.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.