ASSINE
A socialite Eduarda Buaiz, atual diretora da Buaiz Alimentos, braço gastronômico do Grupo Buaiz, fundada pelo seu avô, Américo Buaiz
Socialite Capixaba

Eduarda Buaiz: a socialite e empresária poderosa do ES

Herdeira do grupo fundado pelo magnata Américo Buaiz, Eduarda Buaiz representa a leva atual de socialites, onde a vida social e os negócios andam juntos.  Conheça a história da diretora de uma das mais importantes indústrias do ES e segunda convidada da série do Divirta-se

A socialite Eduarda Buaiz, atual diretora da Buaiz Alimentos, braço gastronômico do Grupo Buaiz, fundada pelo seu avô, Américo Buaiz
Publicado em 13/01/2020 às 15h06
Atualizado em 13/01/2020 às 18h54

Estreante da série "Socialites Capixabas" na última semana, Marcina Chiabay encantou por tanta vitalidade e boas histórias aos 92 anos. Ela falou sobre memórias da sociedade capixaba, da abertura da primeira boutique de luxo do Estado e também opinou sobre os movimentos atuais do jet set. Agora, a figura que ilustra o segundo episódio da série "Socialite Capixaba" é uma das empresárias mais importantes do Espírito Santo.

Eduarda Buaiz representa a leva atual de socialites, onde a vida social e os negócios andam juntos. Tanto que ela é uma das grandes referências quando se pensa no empresariado do Estado. 

A atual diretora da Buaiz Alimentos – braço gastronômico do grupo de empresas da família – abriu as portas de sua mansão na Ilha do Frade, bairro mais nobre de Vitória, para receber a reportagem de A GAZETA e representar a nova safra de personalidades que são exemplo Espírito Santo afora – embora ela mesma diga que ainda não tenha se acostumado com o fato de ter gente que acompanha seus passos. 

Ela tampouco pensa em agir para chamar a atenção nas rodas da sociedade ou para ser uma celebridade: "Deixa isso para Wanessa (Camargo), minha cunhada", disse aos risos.

DO BEM

Devido à intensa vida empresarial e aos trabalhos de caridade exercidos, Eduarda pode ser considerada um socialite do bem e mulher alfa nos negócios. Aos 42 anos, ela ocupa o cargo de mais prestígio de uma das mais importantes firmas da indústria alimentícia do Brasil, que nasceu da luta e conquista que começou no início do século passado sob o trabalho de seu avô, Américo Buaiz, que dá nome à avenida que endereça o shopping de propriedade da família, e à Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales), que fica em frente ao mall.

Américo Buaiz com os netos, Eduarda Buaiz e Marcus Buaiz. Crédito: Arquivo pessoal
Américo Buaiz com os netos, Eduarda Buaiz e Marcus Buaiz. Crédito: Arquivo pessoal

Atualmente, Eduarda divide os dois andares de sua casa, que tem saída privativa para o mar e vista privilegiada da Ilha, com o marido, Cláudio Rezende, cujo casamento de 15 anos já rendeu os frutos batizados de Arthur e Felipe, e as enteadas Marília e Milla. 

Duda – como é chamada carinhosamente pelos mais chegados – reservou a agenda da manhã de uma terça-feira para receber a equipe. Na ocasião, estava afivelando as malas às vésperas de viajar para os Estados Unidos, onde encontraria o irmão, Marcus Buaiz, e a cunhada, Wanessa Camargo, para alguns dias de relax.

 . Crédito: Ricardo Medeiros
 . Crédito: Ricardo Medeiros

FAMÍLIA E NEGÓCIOS

Apesar de ter nascido em um lar afortunado, as conquistas profissionais da bonita não caíram do céu. O pai, Américo Buaiz Filho, com quem lida diretamente nos negócios, a incentivou nos estudos e a mãe, Tânia Buaiz, sempre foi o suporte de que Duda precisou para ir para o Rio estudar e, em seguida, voltar à casa para consolidar a terceira geração a tocar os negócios da família.

A família, por sinal, é termômetro para o trabalho e também a semente da próxima leva que deve assumir os negócios. “Ver meus filhos participando é ótimo. E como a empresa é familiar eu trago muito do trabalho para casa”, avalia. 

Mas o saldo é sempre positivo: “Busco dividir tempo com todos. Eles se dão superbem e entendem meu trabalho, colaboram com todas as ações sociais da empresa e compõem uma atmosfera maravilhosa de um lar”.

 . Crédito: Ricardo Medeiros
 . Crédito: Ricardo Medeiros

E, mesmo admitindo ser figurinha reconhecida nas rodas da sociedade, mantém a vida reservada ao molde conservador de quem realmente nasceu com berço: “Posição social é consequência. Esse posicionamento social dá até mais consciência, acho que a gente pensa mais em como agir, em ter mais cuidado”. E se engana quem acha que a cadeira de diretora também caiu do céu: “Passei por experiência em várias empresas, inclusive em outros braços do grupo da família, para poder ter esse reconhecimento”.

Cláudio Rezende, Eduarda Buaiz, Tânia Buaiz, Wanessa Camargo e Marcus Buaiz: noite de show beneficente na festa da Apae, em cerimonial de Jardim Camburi. Crédito: Monica Zorzanelli
Cláudio Rezende, Eduarda Buaiz, Tânia Buaiz, Wanessa Camargo e Marcus Buaiz: noite de show beneficente na festa da Apae, em cerimonial de Jardim Camburi. Crédito: Monica Zorzanelli

Quando decidiu que era hora de repaginar a empresa que dirige atualmente, em 2016, foi à Suíça aprender tudo sobre o que havia de mais moderno em termos de equipamentos e logística sobre o trigo – carro-chefe da marca – e fez investimentos milionários para reposicionar a firma nacionalmente. “Fiquei quase um mês lá e percebi, desde então, que transformação é necessária”, comenta.

Eduarda Buaiz no aniversário e reformulação da Buaiz Alimentos, empresa do grupo da família da qual é atual diretora. Crédito: Cacá Lima
Eduarda Buaiz no aniversário e reformulação da Buaiz Alimentos, empresa do grupo da família da qual é atual diretora. Crédito: Cacá Lima

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.