ASSINE

Porta dos Fundos tem nova vitória na Justiça em episódio do Jesus gay

Segundo a decisão da 9ª vara do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, não há violação à vida privada ou à liberdade de crença do autor da ação, mas, sim, ao direito de liberdade de expressão da produtora.

Publicado em 06/05/2021 às 18h12
Fabio Porchat é Jesus em
Fabio Porchat é Jesus em "Teocracia em Vertigem", especial de Natal do Porta dos Fundos. Crédito: Divulgação

A produtora de vídeos Porta dos Fundos venceu nesta semana mais um processo contra o especial de Natal "A Primeira Tentação de Cristo". Desta vez, o pedido de indenização por danos morais, de quase R$ 9.600, foi movido por uma pessoa física que alega ter sido batizada na Igreja Católica e se sentido ofendida pelo filme, que retratava um Jesus gay.

Segundo a decisão da 9ª vara do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, não há violação à vida privada ou à liberdade de crença do autor da ação, mas, sim, ao direito de liberdade de expressão da produtora.

Lançado em 2019, o filme foi questionado em cerca de 30 ações, das quais 23 tiveram prosseguimento e 18 já foram julgadas "todas favoráveis ao Porta dos Fundos" , segundo o escritório Mattos Filho, que defende a produtora.

Cultura Justiça celebridades Famosos Arte

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.