ASSINE
Oferecimento:
Modo de Visualização:

Segundo turno da reforma só no fim do mês, diz vice-líder do governo

De acordo com o senador Chico Rodrigues (DEM-RR), um dos vice-líderes do governo no Senado, votação deve ser após dia 22

Publicado em 03/10/2019 às 18h58
Plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa que votou a reforma da Previdência. Crédito: Marcos Oliveira
Plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa que votou a reforma da Previdência. Crédito: Marcos Oliveira

O senador Chico Rodrigues (DEM-RR), um dos vice-líderes do governo no Senado, afirmou que a votação da reforma da Previdência em segundo turno vai ficar somente para o dia 22 de outubro ou ainda depois dessa data.

"O segundo turno deve ficar para o dia 22. Chance zero de votar antes. Vai ser dia 22, 23, por aí", declarou Rodrigues. O calendário fechado por líderes partidários previa a votação do segundo turno para o próximo dia 10.

De acordo com ele, as próximas duas semanas serão mais esvaziadas no Senado. Ele lembra que um grupo de parlamentares viajará a Roma para a canonização de Irmã Dulce. A cerimônia está marcada para dia 13.

Além dos ruídos no calendário, a votação do segundo turno da reforma corre risco diante da preocupação de senadores com a indefinição na divisão dos recursos do megaleilão do petróleo com Estados e municípios. Além disso, há outras demandas, como a liberação de emendas parlamentares.

Chico Rodrigues, no entanto, nega que o problema seja o impasse na negociação política. “Isso tem zero de interferência. O acordo da cessão onerosa está feito, não se pode criar barganha”, declarou. Ele ainda afastou a possibilidade de a reforma ser ainda mais desidratada no segundo turno.

A Gazeta integra o

Saiba mais
reforma da previdência senado

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.