ASSINE
O cotidiano das nossas cidades, a cultura, a política, a economia e o comportamento da sociedade estão no foco da coluna, que também acompanha de perto as políticas públicas e suas consequências para os cidadãos

Polícia alerta: tem golpe novo pelo WhatsApp no Espírito Santo

Estelionatários estão usando nomes de pessoas famosas e restaurantes conhecidos para clonar o zap das vítimas

Publicado em 25/04/2020 às 05h01
Atualizado em 25/04/2020 às 11h11
Os bandidos tentam clonar a conta para tirar dinheiro dos contatos da vítima do golpe
Os bandidos tentam clonar a conta para tirar dinheiro dos contatos da vítima do golpe. Crédito: Divulgação

O número de golpes virtuais vem crescendo durante a pandemia do coronavírus. O delegado Brenno Andrade, titular da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Cibernéticos, alerta que um dos mais recentes envolve a clonagem do zap com o uso de nome de restaurantes e pessoas famosas na Grande Vitória. Funciona assim: os bandidos ligam para a vítima e dizem que são de um restaurante conhecido no ES ou assessores de pessoas públicas. Oferecem, em nome deles, convites para um festa ou um voucher para consumo no restaurante

COMO FUNCIONA O GOLPE

Tanta bondade esconde um golpe. O estelionatário pede, antes de conceder os mimos, que a vítima envie de volta o número do código recebido pelo SMS. O delegado alerta: não repasse esse código, desligue o telefone e entre em contato com o restaurante ou a pessoa famosa para confirmar a veracidade da oferta. E denuncie o golpe à polícia.

FAÇA AJUSTES PARA IMPEDIR A FRAUDE

Se esse código que a vítima recebeu for repassado ao criminoso, ele vai clonar a conta de WhatsApp e tentará pedir dinheiro, em nome dela, aos seus contatos. A polícia orienta: nas configurações do zap, ative a confirmação em duas etapas para impedir as clonagens.

FRAUDE EM TEMPOS DE PANDEMIA

Cuidado ao receber uma suposta ligação do “Ministério da Saúde” pedindo para você responder a uma pesquisa sobre o novo coronavírus. Desligue imediatamente: são gatunos querendo clonar o seu zap.

BOLSONARO ACIMA DE TUDO

Desde que reassumiu seu mandato na Câmara de Vitória, o vereador Luiz Emanuel Zouain (Cidadania) tem sido, em suas redes sociais, um defensor convicto de Bolsonaro e crítico ácido dos adversários do presidente.

IMUNE À CRISE

O ex-deputado Freitas (PSB) é um homem de sorte. Mesmo com a crise econômico-financeira que atinge o país e o ES, foi nomeado, em plena pandemia, para um cargo na Casa Civil. O salário: R$ 9.658.

JÁ É COMENDADORA

O deputado Lorenzo Pazolini (Republicanos) terá que encontrar outra forma de homenagear a capixaba Margareth Dalcolmo, pesquisadora da Fiocruz. É que ela já tem a Comenda Domingos Martins, proposta pelo parlamentar como forma de homenagear a cientista.

VAZIO INSTITUCIONAL

Não há previsão para a volta das sessões presenciais na Assembleia. A virtual está marcada para a próxima terça, quase 15 dias depois da última realizada.

PEDRAS E CARROS NO CAMINHO

O muro caído e os carros abandonados atrapalhando a passagem de pedestres perto do Hospital Infantil, em Bento Ferreira
O muro caído e os carros abandonados atrapalhando a passagem de pedestres perto do Hospital Infantil, em Bento Ferreira. Crédito: Foto do leitor

Ao lado do Hospital Infantil em Bento Ferreira, Vitória, um muro que caiu e um carro abandonado interrompem a calçada, obrigando mães e seus filhos a andarem na rua.

O PRESENTE

A editora capixaba Cousa está se reinventando nesta época de pandemia. Criou um kit formado por livro, café especial e um biscoito da casa para quem quiser presentear os amigos.

A MENSAGEM

O diferencial é que no kit tem um envelope com um bilhete que será entregue ao presenteado. Quem encomenda o presente escolhe o livro e manda o mimo para o endereço de quem vai receber o abraço. O recado é escrito em letras capcrichadas pela editora.

LEIAM, LEIAM, LEIAM

Aliás, o setor livreiro é um dos mais atingidos pela crise. Compre livros, principalmente das pequenas livrarias. Nunca esqueçamos: “Um país se faz com homens e livros” (Monteiro Lobato).

A FÉ QUE UNE

A missa de encerramento da Festa da Penha, transmitida pela TV Gazeta, teve a presença (física) do governador Casagrande e sua mulher, Virgínia, e dos prefeitos Max Filho (Vila Velha) e Luciano Rezende (Vitória). Com o devido distanciamento um do outro.

QUE ASSIM SEJA

O país está sendo bombardeado por lives de cantores sertanejos. Que essa pandemia passe rápido.

DOAÇÃO DE CESTAS

Cansado de esperar a Câmara de Vitória votar o projeto de redução de 30% nos salários dos vereadores durante a pandemia (não votou), o vereador Denninho Silva (Cidadania) doou 50 cestas básicas para a Paróquia da Ressurreição, em Goiabeiras, para serem distribuídas aos carentes.

AÇÃO NO TRIBUNAL

O vereador Mazinho dos Anjos (PSD) entrou com uma representação no Tribunal de Contas. Pede a suspensão do pregão eletrônico da Prefeitura de Vitória para contratar uma empresa para fazer monitoramento e análise das redes sociais.

CONSTATAÇÃO

Ninguém pode dizer que Bolsonaro não protege seus filhos.

MUITA URGÊNCIA

Postagens do senador Marcos do Val (ES) nas redes sociais: “Urgente. Moro não sai do Ministério da Justiça”. Algumas horas depois: “Urgente. Ministro Sérgio Moro deixa o cargo”.

ALÔ, ELEITOR!

Se você tivesse um negócio, contrataria o Dr. Nelson Teich para dar uma palestra motivacional aos seus funcionários?

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.