ASSINE
O cotidiano das nossas cidades, a cultura, a política, a economia e o comportamento da sociedade estão no foco da coluna, que também acompanha de perto as políticas públicas e suas consequências para os cidadãos

Cidade do ES levará consultório às ruas para atender sem-teto

Equipe médica e social da prefeitura dará atendimento especializado aos moradores de rua

Vitória
Publicado em 23/06/2021 às 17h04
Enfermeira atende morador de rua numa unidade de saúde de Linhares
Enfermeira atende morador de rua na Casa da Acolhida de Linhares. Crédito: Felipe Reis

A partir de julho, a Prefeitura de Linhares vai atender moradores de rua em seus próprios locais com assistência à saúde e social. Denominado Consultório na Rua, o projeto terá uma força-tarefa formada por médico, psicólogo, assistente social, técnico de enfermagem, enfermeiro e redutores, que são as pessoas que trabalham com a política de redução dos danos causados pelo consumo de drogas. Os profissionais circularão pela cidade em veículo oficial do município para identificar pessoas em situação de rua.

O foco do atendimento será no combate a doenças que mais atingem os moradores de rua, como tuberculose e alcoolismo, além do enfrentamento ao crack e outras drogas. Os moradores de rua também serão orientados sobre doenças, como as sexualmente transmissíveis. Curativos, testes de diabetes e medição de pressão poderão ser feitos na hora do atendimento.

As equipes das Secretarias de Saúde e de Assistência Social, que participam do projeto, já iniciaram o diagnóstico e o reconhecimento dos territórios de atuação das equipes multidisciplinares. Com a inserção do projeto à rede de acolhimento do município, os moradores em situação de rua passarão a contar com serviços como consulta médica, encaminhamentos para consultas especializadas, realização de exames de imagens e laboratoriais, acesso a medicamentos, atendimento odontológico, acesso ao atendimento na saúde mental e confecção do Cartão Nacional de Saúde (CNS), entre outros.

Para a secretária municipal de Assistência Social, Luciana Mantovanelli Amorim, o projeto vai representar uma evolução na inclusão desses moradores: "A abordagem social já é realizada por nossa secretaria, mas agora, com a implantação do Consultório na Rua, cria-se um novo modelo de inclusão social. O próximo passo será a elaboração de um protocolo entre as secretarias assegurando, assim, o atendimento integrado a essa população", explica a secretária.

Morador de rua é atendido pela equipe de abordagem social da Prefeitura de Linhares
Morador de rua é atendido pela equipe de abordagem social da Prefeitura de Linhares. Crédito: Felipe Reis

A enfermeira Nayra Dantas Cardoso Harthuique, que atuou no primeiro dia de diagnóstico em Linhares, informa que as equipes poderão tanto realizar atendimentos nas ruas como favorecer o acesso dessas pessoas às unidades básicas de saúde ou aos demais serviços da rede de saúde e de outros setores, como por exemplo, serviços de abrigamento.

“O Consultório na Rua enxerga o ser humano. Vamos oferecer assistência e acompanhamento dessas pessoas. São dispositivos clínicos comunitários que oferecem cuidados em saúde aos usuários em seus próprios contextos de vida, adaptados para as especificidades de uma população complexa”, diz Nayra.

A Prefeitura de Linhares atende por mês, em média, 80 pessoas na Casa de Acolhida mantida pelo município. As equipes de abordagem social, por sua vez, atendem mensalmente aproximadamente 150 pessoas. Além dos moradores em situação de rua que foram resgatados, na Casa de Acolhida ficam pessoas que estão na cidade passando por tratamento ou se perderam, ou ainda que estão passando por algum tipo de dificuldade.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.