O cotidiano das nossas cidades, a cultura, a política, a economia e o comportamento da sociedade estão no foco da coluna, que também acompanha de perto as políticas públicas e suas consequências para os cidadãos

Casos de Covid no ES são 96% maiores que os de dengue, zika e chikungunya

Até 5 de setembro, foram registradas  117.202 ocorrências pelo coronavírus ante 59.647 de todas as três arboviroses juntas

Publicado em 19/09/2020 às 05h00
100 mil casos de coronavírus
ES já tem mais de 3,3 mil mortos pelo novo coronavírus. Crédito: Geraldo Neto

No início da pandemia, ficou no imaginário popular: “por que a preocupação com o coronavírus, se há muito mais casos de zika, chikungunya e dengue juntos?”. Essa premissa, contudo, provou-se totalmente equivocada. As incidências dessas arboviroses estão em número bem inferior quando comparadas com o que a Covid-19 já provocou no Espírito Santo.

Do início do ano até o dia 5 de setembro, a dengue contabilizava 43.031 casos; o zika, 1.486; e o chikungunya mais 15.130. Até o último dia 5, o novo coronavírus acumulava no ES 117.202 contaminações confirmadas, uma incidência 96% maior do que todas essas arboviroses juntas, que contabilizam 59.647 infecções.

E falando dessas doenças que têm como vetor o mosquito, uma boa notícia, pelo menos. Há quatro semanas 40 municípios, dentre eles lugares turísticos, como Domingos Martins, não registram qualquer tipo de caso de dengue.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.