ASSINE
O cotidiano das nossas cidades, a cultura, a política, a economia e o comportamento da sociedade estão no foco da coluna, que acompanha de perto também as políticas públicas e suas consequências para os cidadãos

Capixabão parou pelo coronavírus, mas poucos param pra ver o Capixabão

Jogos do Campeonato Estadual têm atraído 415 pagantes, em média. Em 15,9% das partidas, foram vendidos menos de 100 ingressos

Publicado em 19/03/2020 às 05h00
Atualizado em 19/03/2020 às 05h00
Real Noroeste x Estrela do Norte, pelo Campeonato Capixaba 2020. Crédito: Fabiano Oliveira / MKT Estrela
Real Noroeste x Estrela do Norte, pelo Campeonato Capixaba 2020. Crédito: Fabiano Oliveira / MKT Estrela

O Capixabão foi paralisado por causa da pandemia do coronavírus, mas, se depender do público presente nos estádios até agora, a mudança não será muito sentida. Análise do borderô dos jogos da primeira fase (disponibilizadas 44 das 45 partidas) demonstra que a média de público pagante é somente de 415 por partida.

Sete das 44 partidas analisadas, ou seja, 15,9% delas tiveram público inferior a 100 pagantes. O jogo que teve menos “testemunhas” presentes foi o da oitava rodada do primeiro turno, entre Real Noroeste e Clube Atlético Itapemirim.

A partida atraiu oito corajosos torcedores que pagaram para assistir ao confronto que terminou em 3 a 1 para o time de Águia Branca. A renda no Estádio José Olímpio da Rocha foi de míseros R$ 120.

A situação financeira dos clubes capixabas só não está pior porque o governo do Estado injetou R$ 173 mil para a Federação de Futebol (FES) realizar o Campeonato Capixaba de Futebol: R$ 110,6 mil para a Série A e outros R$ 72,5 mil à Série B. É pouco? Sim, mas será que a competição merece mais do que isso?

A Gazeta integra o

Saiba mais
Coronavírus Capixabão Futebol Capixaba

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.