ASSINE
Colunista do jornal A Gazeta e do Gazeta Online

Camata, um personagem de histórias inesquecíveis

Publicado em 26/12/2018 às 20h23
Camata sempre tinha à sua volta quem quisesse ouvir suas saborosas histórias. . Crédito: Divulgação
Camata sempre tinha à sua volta quem quisesse ouvir suas saborosas histórias. . Crédito: Divulgação

Veterano de coberturas políticas, o jornalista Marcelo Martins compilou no livro "Folclore Político Capixaba" algumas histórias bem divertidas envolvendo o "Italiano", como também era conhecido Gerson Camata. O ex-senador, grande contador de "causos", divertia todos à sua volta, que ficavam horas ouvindo o repertório inesgotável  do governador que fez história no Estado.

Tudo sobre cacau

Gerson Camata, governador, tirou Hermes Laranja da Assembleia Legislativa para o deputado assumir a Secretaria de Indústria e do Comércio. O levou para uma conferência em São Paulo. Pediu a Hermes todos os dados sobre o cacau capixaba. Rápido, o secretário liga pro ES: “Alô, Cacau? Me passa rapidamente sua biografia, ordem do governador Camata..."

Do outro lado da linha estava José Carlos Monjardim Cavalcanti, vulgo Cacau, autor do slogan “Moqueca é só capixaba, o resto é peixada”.

Ninho de serpente

Após perder a convenção em 82 para Gerson Camata, por apenas cinco votos, Max Mauro levou algum tempo para assimilar a candidatura do “Italiano”. Em viagem de cobertura de campanha, um repórter de A Gazeta provoca o vice de Camata, Zé Moraes:

-  E aí, doutor? O Max anda sumido da campanha do Camata...

- É, cobra quando some assim deve estar armazenando veneno - serpenteou Moraes.

Santo de casa

Camata, primeiro governador eleito pelo povo no início da redemocratização, dava entrevista exclusiva a repórter de A GAZETA na biblioteca do Palácio Anchieta, onde há um suposto túmulo do atual santo. Quando analisava o cenário político local, a entrevista é interrompida por conta de misterioso e insistente ruído que vinha das paredes do ambiente.

-  Não se assuste... é o padre Anchieta. Ele não gosta que fale mal de meus adversários - pontuou, entre risos, o sagaz Camata.

O recado

Greve dos fiscais da Fazenda no Estado. Camata, vindo de viagem a Brasília, é logo abordado pela imprensa no antigo aeroporto de Vitória: “Governador, o Fisco entrou em greve..."

- Ah é? O Estado vai arrecadar mais daqui pra frente...

Mais claro, impossível.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.