ASSINE
O cotidiano das nossas cidades, a cultura, a política, a economia e o comportamento da sociedade estão no foco da coluna, que acompanha de perto também as políticas públicas e suas consequências para os cidadãos

Câmara de Vitória devolve R$ 1,1 milhão. Mas não estava faltando dinheiro?

Em novembro, Legislativo pressionou a prefeitura, alegando que não tinha recursos para suas despesas,  recebeu R$ 830 mil a mais, e agora acabou devolvendo verba

Publicado em 05/02/2020 às 15h43
Atualizado em 05/02/2020 às 15h43
Câmara de Vitória: dinheiro falta, dinheiro sobra?. Crédito: CMV
Câmara de Vitória: dinheiro falta, dinheiro sobra?. Crédito: CMV

Depois de tanta polêmica no final do ano passado, quando chegou a pedir à Prefeitura de Vitória R$ 2 milhões extras para cobrir suas despesas, a presidência da Câmara de Vereadores anuncia agora que vai devolver aos cofres públicos R$ 1.095.985,94 que sobraram no caixa da Casa.

Em novembro, o presidente da Câmara, Cléber Félix (PP) criou uma polêmica com o prefeito Luciano Rezende (Cidadania) ao pedir mais R$ 2 milhões para cobrir despesas do Legislativo, que já tinha um orçamento de R$ 27,7 milhões para o exercício de 2019. Logo depois, Félix deu uma recuada e solicitou R$ 1,5 milhão de suplementação.

Adversário político do presidente da CMV, o prefeito foi às redes sociais e mandou um recado explícito para Cléber Félix: “Não é me dá mais dinheiro. É gaste melhor o dinheiro público e economize”.

O presidente da Câmara, entretanto, não ficou satisfeito: “O valor repassado não representa o solicitado”, disse na época Félix, que é pré-candidato a prefeito de Vitória.

Além dos R$ 600 mil liberados em dezembro, a CMV já havia recebido, como suplementação da PMV, R$ 66.250 em 6 de novembro e R$ 164.672 em 1º de novembro. O total de repasses extras foi de R$ 830.922, como admitiu o próprio Legislativo municipal.

Segundo a assessoria da CMV, o valor que está sendo devolvido agora não diz respeito só ao ano de 2019.

ANTECESSOR DE FÉLIX QUER DINHEIRO NA EDUCAÇÃO

Antecessor de Félix na presidência do Legislativo da Capital, o vereador Vinícius Simões (Cidadania), aliado de Luciano Rezende, enviou um ofício pedindo ao presidente Cléber Félix que devolva o recurso não utilizado para o setor de Educação de Vitória: “Onde devem ser usados estes recursos públicos, na Câmara de Vereadores ou nas escolas da cidade? Óbvio que nas escolas. O presidente precisa devolver dinheiro da população para as escolas”, destacou Simões.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.