ASSINE
Isabela Castello, administradora e designer, apaixonada pelo universo criativo, sua coluna aborda conteúdos sobre arte, design, arquitetura e urbanismo.

Ufes é a segunda dentre as brasileiras em ranking sobre sustentabilidade

A classificação é feita pela Times Higher Education (THE), responsável por alguns dos principais rankings de instituições de ensino superior do mundo

Publicado em 02/05/2021 às 02h00
Campus da Ufes em Goiabeiras: bandidos furtaram 120 metros de fios de cobre
A Ufes ficou em segundo lugar dentre as universidades brasileiras no Ranking de Impacto para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU) deste ano. Crédito: Luciney Araújo/TV Gazeta

Estamos vivendo um momento político em que tanto o ensino superior quanto o meio ambiente vem sendo alvo de ataques e retrocessos por parte do governo federal. Estamos testemunhando um enorme descaso com três dos maiores pilares de uma nação: a ciência, a educação e a sustentabilidade ambiental.

Enquanto outros países se movimentem e agem buscando o alinhamento com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU), nosso governo anda na contramão e vem causando um verdadeiro desmonte das políticas e estruturas de gestão dessas áreas tão importantes.

A boa notícia: Ufes fica em segundo lugar dentre as brasileiras em ranking sobre desenvolvimento sustentável

A Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) ficou em segundo lugar dentre as universidades brasileiras no Ranking de Impacto para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU) deste ano. A classificação é feita pela Times Higher Education (THE), responsável por alguns dos principais rankings de instituições de ensino superior do mundo. No cômputo mundial, a Ufes se manteve entre as 200 melhores universidades. A THE classifica individualmente até a centésima universidade e, após isso, em blocos de cem países ou mais. 

Times Higher Education (THE)
A THE é responsável por alguns dos principais rankings de instituições de ensino superior do mundo. Crédito: Divulgação

O Ranking de Impacto THE é o único do mundo que indexa as instituições de ensino superior com base nos ODS da ONU para serem cumpridos até 2030 (também conhecidos como Agenda 2030). Os indicadores são calibrados para que possam ser feitas comparações abrangentes e equilibradas, com dados relativos à pesquisa, à extensão e à gestão. 

A classificação geral é liderada pela Universidade de Manchester, do Reino Unido. A primeira instituição brasileira no ranking foi a Universidade de São Paulo (USP), a 48ª na classificação geral. No total, 38 universidades brasileiras participaram desta edição do Ranking de Impacto THE, que inclui informações de um total de 1.117 universidades de 94 países.

A pontuação total da Ufes foi de 80,1% da máxima, resultado próximo ao obtido no ano passado (80,4%), quando integrou o ranking pela primeira vez entre um total de 767 participantes.  Na edição anterior, a Universidade também ficou entre as 200 melhores do mundo e em terceiro lugar no Brasil, com outras três instituições. 

Produção Científica

Para participar, as instituições precisam enviar informações relativas ao ODS 17 (parcerias e meios de implementação) e pelo menos três outros ODS escolhidos pela própria universidade. "A Ufes enviou dados sobre todos os 17 ODS, o que envolve mais de 250 indicadores", detalha o secretário de Relações Internacionais da Ufes, Yuri Leite. Além desses dados, a contribuição das universidades também é avaliada com base nos artigos científicos publicados e disponíveis em bases de dados bibliográficas internacionais.

Times Higher Education (THE)
Ufes fica em segundo lugar dentre as brasileiras em ranking sobre desenvolvimento sustentável. Crédito: Divulgação

Para o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da Ufes, Valdemar Lacerda Jr., esse resultado é fruto do comprometimento de toda a comunidade acadêmica. "A Ufes alcançou mais de 1.200 publicações, o que é fruto do esforço conjunto da Administração Central, das direções dos centros, dos coordenadores de programas de pós-graduação e principalmente dos docentes e discentes, que entenderam a importância da publicação em periódicos científicos, e dos pedidos de patentes, para a inovação". 

Quer saber mais?

Para quem tem interesse em conhecer melhor os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) e sobre o resultado da UFES no ranking, seguem os links abaixo.

Este texto não traduz, necessariamente, a opinião de A Gazeta

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.