ASSINE
Colunista de Esportes

Vitória tem missão difícil, mas não impossível diante do Figueirense

Às 21h30 desta terça-feira (18) a bola vai rolar para o Alvianil de Bento Ferreira enfrentar o time catarinense pela 2ª fase da Copa do Brasil. Em jogo, a chance de se tornar a segunda equipe capixaba a alcançar a terceira fase da competição

Publicado em 18/02/2020 às 06h00
Atualizado em 18/02/2020 às 06h00
Edinho é o homem da bola parada do time alvianil. Crédito: Vitor Nicchio/Vitória FC
Edinho é o homem da bola parada do time alvianil. Crédito: Vitor Nicchio/Vitória FC

Mais de duas mil pessoas estarão presentes no Estádio Salvador Costa na noite desta terça-feira (18) com apenas um objetivo: empurrar o Vitória a mais um triunfo histórico. Às 21h30 a bola vai rolar para o Alvianil de Bento Ferreira enfrentar o Figueirense pela 2ª fase da Copa do Brasil. Em jogo, a chance de se tornar a segunda equipe capixaba a alcançar a terceira fase da competição.

Ciente da importância da partida, elenco e comissão técnica do Vitória não se deixam empolgar pelo resultado positivo diante do CSA, mas mantêm os pés no chão e apostam no trabalho bem feito para nutrirem o sonho de deixar mais um rival para trás. “O jogo que fizemos contra o CSA nos deixou com uma imagem muito boa. Se conseguirmos ter a mesma apresentação que tivemos diante deles, sem dúvida faremos um excelente jogo diante do Figueirense e teremos a chance de sairmos de campo com a vitória”, declarou o técnico Rodrigo Fonseca.

Para conseguir a classificação é fundamental limitar as oportunidades de gol do time catarinense. Contra o CSA, o Alvianil sofreu muito nos minutos iniciais e viu os rivais abrirem o placar e criarem muitas chances. Desta vez, a expectativa é por uma postura diferente em campo, promete o meia-atacante Edinho.

“Treinamos muito essa semana em cima desses 20 minutos (contra o CSA) que entramos meio apáticos. Sorte nossa que eles não conseguiram ampliar o placar, porque oportunidades eles tiveram. Tivemos sorte e contamos com a noite maravilhosa do Harrison. Depois nos acertamos e viramos o jogo. Trabalhamos para, diante do Figueirense, já entrar no começo do jogo com muita atenção e não cometer falhas parar dar oportunidade para o rival finalizar”, disse o jogador que é um dos destaques da equipe.

Elenco do Vitória treinou na noite desta segunda-feira (17) no Salvador Costa. Crédito: Vitor Nicchio/Vitória FC
Elenco do Vitória treinou na noite desta segunda-feira (17) no Salvador Costa. Crédito: Vitor Nicchio/Vitória FC

O Jogo 

Vale destacar aqui que o regulamento da Copa do Brasil muda para a segunda fase da competição. Desta vez quem vencer avança, e o empate leva a decisão da vaga para os pênaltis, não dá mais a classificação ao visitante. Por isso o Vitória precisa jogar com inteligência para garantir a vaga na próxima fase. O time terá que sentir o jogo. "Vamos à procura do gol e da vitória durante os 90 minutos. Se não for possível, o regulamento nos diz que podemos segurar o empate e tentar decidir nos pênaltis. Se for para os pênaltis também estamos preparados", declarou Edinho.

Certo mesmo é que neste terça (18) é permitido sonhar no Salvador Costa. A fase do Vitória é boa, o clima no elenco é dos melhores e o time entra em campo com a certeza de que é possível vencer. O Figueirense será mais um grande desafio ao Alvianil, mas, assim como o CSA, está longe de ser imbatível.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Grande Vitória Futebol Capixaba

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.