ASSINE
Colunista de Esportes

Vitória mostra força e qualidade, bate o CSA e avança na Copa do Brasil

Sob a batuta de Edinho, Alvianil de Bento Ferreira atuou de forma segura para superar o CSA. O Figueirense será o adversário na próxima fase

Publicado em 06/02/2020 às 23h10
Atualizado em 06/02/2020 às 23h31
Craque do Vitória, Edinho marcou o segundo gol do Vitória e fez a festa da torcida. Crédito: Carlos Alberto Silva
Craque do Vitória, Edinho marcou o segundo gol do Vitória e fez a festa da torcida. Crédito: Carlos Alberto Silva

Os mais de 1.500 torcedores que estiveram no Salvador Costa na noite desta quinta-feira (06) viveram uma noite histórica. O Vitória venceu o CSA por 2 a 1 e se classificou para a segunda fase da Copa do Brasil, onde vai enfrentar o Figueirense (partida que acontece no Salvador Costa). Cássio e Edinho marcaram os gols do triunfo, que de quebra, assegurou mais R$ 650 mil nos cofres. Um resultado muito importante para as ambições do clube na temporada e que mostra a força de um time que  assimilou a filosofia de trabalho do técnico Rodrigo Fonseca e jogou de forma inteligente para conseguir ser melhor que no ano passado estava na elite do futebol brasileiro.

 O início foi um pouco desorganizado e o Vitória sofreu com as investidas do CSA. Nos primeiros minutos, o goleiro Harrison foi fundamental para passar tranquilidade para o elenco.  Ainda assim, o time alagoano conseguiu abrir o placar. Entretanto, mesmo em desvantagem, o Alvianil teve tranquilidade para colocar a bola no chão e não se apavorar. Após boas chances criadas, Cássio empatou a partida. Logo no início do segundo tempo, Edinho fez o gol que garantiu a classificação.  

Edinho começou atuando como falso 9 e ficou distante do meio-campo. Mas quando o camisa 20 recuou um pouco para buscar o jogo ele mostrou toda a sua qualidade: ditou o ritmo, criou as principais jogadas e marcou o gol da vitória. Uma atuação de craque. Vale destacar também as boas atuações de Ferrugem, que mais uma vez brilhou no setor defensivo, e Tony Galego, que fez um segundo tempo de tirar o chapéu. Deu a vida em campo e saiu aplaudido pela torcida. Um resultado para dar muita moral ao elenco.

Este vídeo pode te interessar

O jogo 

O início de jogo foi preocupante para o Vitória. Antes de um minuto o CSA deu seu cartão devisitas e chegou com perigo. O Alvianil viu o rival mais organizado, mas logo se encontrou no jogo. Foi aí que veio a primeira chance de perigo em cabecada de Lucas Barbosa. Após o lance, o time alagoano retomou o comando das ações e criou problemas para o goleiro Harrison, que fez boas defesas. Atordoado em campo, o time capixaba viu o CSA abrir o placar com Allano aos 21 minutos. O gol acordou o elenco do Vitória que criou quatro boas chances seguidas. E a pressão deu resultado aos 42 minutos quando Cássio aproveitou desvio de cabeça de Ferrugem e chutou forte de direita para empatar.

O segundo tempo começou da mesma forma que o primeiro. A chance inicial foi do CSA. Mas o Vitória logo deu fim ao ímpeto rival. Aos 4 minutos, Edinho acertou lindo chute para virar o jogo. Após o gol, o time comandado por Rodrigo Fonseca adotou uma postura mais defensiva e apostou nos contragolpes. A estratégia deu certo. Não foram muitos sustos e o Alvianil ainda conseguiu mais um bom chute no gol com Edinho. 

Craque do Vitória, Edinho marcou o segundo gol do Vitória e fez a festa da torcida. Crédito: Carlos Alberto Silva
Craque do Vitória, Edinho marcou o segundo gol do Vitória e fez a festa da torcida. Crédito: Carlos Alberto Silva

Na reta final alguns jogadores do Vitória cansaram e o técnico Rodrigo Fonseca foi obrigado a fazer substituições para fechar ainda mais o time. A situação ficou mais difícil após a expulsão do lateral Cássio por falta dura em Rodrigo Pimpão. Mesmo assim, o Alvianil conseguiu resistir a pressão final do CSA, garantir a vitória e a classificação.

A Gazeta integra o

Saiba mais
copa do brasil Futebol Capixaba

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.