ASSINE

Ministros de Bolsonaro veem como imprevisível placar de indicação de Mendonça

Alcolumbre segue dizendo a amigos que não deve colocar o tema em pauta e que o ex-ministro da Justiça seria derrotado; já Pacheco tem dito a ver o Senado dividido

Publicado em 11/10/2021 às 14h32
André Mendonça no dia em que reassumiu o cargo de advogado-geral da União no governo Bolsonaro
André Mendonça no dia em que reassumiu o cargo de advogado-geral da União no governo Bolsonaro. Crédito: Marcos Correa/PR

Ministros de Jair Bolsonaro afirmam não saber qual seria o placar se a votação da indicação de André Mendonça ao STF (Supremo Tribunal Federal) fosse hoje.

Davi Alcolumbre (DEM-AP) segue dizendo a amigos que não deve colocar o tema em pauta e que o ex-ministro da Justiça seria derrotado. Rodrigo Pacheco (DEM-MG) tem dito aos pares ver o Senado dividido ao meio sobre a votação.

Nem mesmo aliados de Alcolumbre conseguem dizer se presidente da CCJ vai ou não colocar o tema em votação devido à dúvida a respeito do placar.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.