ASSINE

Instituto Butantan vai substituir lotes de Coronavac interditados pela Anvisa

A agência interditou 25 lotes da vacina, totalizando 12 milhões de doses. A interdição aconteceu porque foram envasados em uma unidade da Sinovac que não passou por inspeção ou análise da agência

Publicado em 14/09/2021 às 17h18
Quem tiver com o prazo da segunda dose vencendo, precisa aguardar até que uma nova remessa da vacina chegue ao município
Frascos da vacina Coronavac. Crédito: Matheus Martins/TV Gazeta Sul

O governador João Doria (PSDB) determinou que o Instituto Butantan solicite à farmacêutica chinesa Sinovac novas doses da Coronavac para substituir os lotes da vacina que foram interditados pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

A agência interditou 25 lotes da vacina, totalizando 12 milhões de doses. A interdição aconteceu porque foram envasados em uma unidade da Sinovac que não passou por inspeção ou análise da agência. A medida é cautelar e tem validade de 90 dias, proibindo o uso e a distribuição do imunizante.

As primeiras 6,9 milhões de doses serão entregues nesta quarta-feira (15) ao Ministério da Saúde. Elas foram produzidas pelo instituto com insumos provenientes da China.

A expectativa é que até a liberação o remanejamento substitua 8 milhões de doses com uso interditado.

Um novo lote com 5 milhões de doses prontas produzido na fábrica da Sinovac vistoriada pela Anvisa também chegará a São Paulo na próxima semana, para diminuir os efeitos da interdição.

O estado de SP já havia aplicado 4 milhões de doses suspensas de Coronavac. Em nota, a a Secretaria da Saúde disse que "tem convicção da segurança e eficácia da Coronavac e, prezando por critérios técnicos, acompanhará a deliberação da Anvisa com relação aos lotes indicados pela Agência".

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.