ASSINE

"Está com juízo", afirma Theodorico sobre decisão de Ricardo Ferraço

Pai do senador Ricardo Ferraço, deputado apoia decisão do senador de não disputar o governo do Estado

Publicado em 16/07/2018 às 17h24
Theodorico Ferraço (DEM) é deputado estadual e pai do senador Ricardo Ferraço (PSDB). Crédito: Reinaldo Carvalho / Ales
Theodorico Ferraço (DEM) é deputado estadual e pai do senador Ricardo Ferraço (PSDB). Crédito: Reinaldo Carvalho / Ales

Ao quebrar, ainda que com poucas palavras, o silêncio que manteve enquanto o filho, o senador Ricardo Ferraço (PSDB), não definia se disputaria ou não o governo do Estado, o deputado estadual Theodorico Ferraço (DEM) endossou nesta segunda-feira (16) a decisão do tucano de não entrar no páreo. "Estou solidário com o meu filho. Em nome do pai, do filho e do Espírito Santo", afirmou. "Ele (Ricardo) está com juízo o bastante para fazer a escolha dele", complementou o experiente parlamentar.

Se Ricardo Ferraço topasse ser o candidato governista, após o governador Paulo Hartung (MDB) anunciar que não vai tentar a reeleição, era dada como certa a ida do DEM de Theodorico para a aliança palaciana. Questionado sobre se a sigla pode se postar ao lado de outro nome cotado pelo grupo, o do também tucano César Colnago, atual vice-governador, Theodorico voltou a fazer mistério, aos risos:

"Sobre isso, continuo mudo por ordem do Padre Olívio". Padre Olívio é uma espécie de "conselheiro espiritual" que o deputado resolveu evocar. O padre, segundo ele, era milagreiro e já faleceu. 

Já quanto às conversas com o PSB do ex-governador Renato Casagrande, postulante ao governo do Estado que declarou a pré-candidatura ainda no final de março, Theodorico diz que o diálogo prossegue. "Sempre conversei com ele, não tem problema nenhum, mas só vamos decidir mais para frente. A nossa convenção será no dia 1º (de agosto). Somos um partido democrático, todos serão ouvidos. O partido não tem dono", finalizou.

DEFINIÇÃO

Ricardo Ferraço foi o segundo nome debatido pelo bloco governista, formado por dez partidos, a decidir não concorrer ao governo do Estado e sim manter a pré-candidatura ao Senado. O deputado estadual Amaro Neto (PRB), até então também cotado, fez o mesmo, oficialmente, no último sábado (14). 

 

A Gazeta integra o

Saiba mais
eleições 2018 paulo hartung ricardo ferraço Theodorico Ferraço PSDB DEM

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.