ASSINE
Autor(a) Convidado(a)
É secretário-geral do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Espírito Santo (Setpes)

Com o avanço da vacinação, turismo no Brasil recupera o fôlego

Neste momento, papel dos setores turístico e de transporte de passageiros é operar de maneira segura, respeitando os protocolos contra a Covid-19 e buscando atrair ainda mais turistas para o Espírito Santo

Publicado em 20/10/2021 às 14h00
Rodoviária de Vitória
Segundo a ClikBus, no feriado de 7 de setembro houve um aumento de 99,9% na compra de passagens rodoviárias no comparativo com o mesmo período de 2020. Crédito: Carlos Alberto Silva

Com o avanço do Plano Nacional de Imunização (PNI), estamos vendo de perto o crescimento e a retomada do turismo nacional, após mais de um ano praticamente paralisado. Os feriados agitados vêm mostrando que a tendência é uma alta temporada mais tranquila para o setor.

Segundo a ClikBus, no feriado de 7 de setembro houve um aumento de 99,9% na compra de passagens rodoviárias no comparativo com o mesmo período de 2020. Vale ressaltar que o feriado foi o primeiro após o avanço no PNI, com mais de 60% da população vacinada com pelo menos uma dose.

O mais interessante é observar que houve aumento de 37,15% no comparativo com o ano de 2019. Ou seja, o turismo está se recuperando e a todo vapor. O esperado é que, neste momento de fronteiras internacionais ainda fechadas, haja um “boom” no turismo nacional. O que é excelente para o setor e para a economia de todo o país. A expectativa é a de fecharmos o ano com 70% do faturamento de 2019, segundo a Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV).

E para o Espírito Santo as perspectivas também são positivas. Isso porque segundo a Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa), os brasileiros vêm optando por viagens nacionais em cidades com sol e praia, que são abundantes em nosso Estado.

As empresas de ônibus também esboçam uma recuperação e se preparam para um período mais positivo, pautado na biossegurança, é claro. Hoje, segundo a Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU), 87,5% dos deslocamentos coletivos em todo o país são feitos por ônibus e esse número reforça nossa relevância nesse cenário de recuperação.

Mais uma vez, buscando uma contextualização estadual, o modal rodoviário atravessa os 78 municípios do Espírito Santo e permite que haja deslocamento entre as cidades do interior, o litoral e a região metropolitana. E tudo isso feito com segurança e conforto para funcionários e passageiros.

Este vídeo pode te interessar

O que quero dizer é que, neste momento, nosso papel enquanto setores turístico e de transporte de passageiros é operar de maneira segura, respeitando os protocolos de segurança contra a Covid-19 e buscando atrair ainda mais turistas para o Estado, que é rico em destinos atraentes e diversificados.

Este texto não traduz, necessariamente, a opinião de A Gazeta.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.