ASSINE

Nos 49 anos de Woodstock, relembramos as tendências que surgiram pós-festival

O evento que marcou uma geração também fez história na moda, e influencia diversos estilos até hoje

Publicado em 16/08/2018 às 17h26
Woodstock reuniu cerca de 400 mil pessoas e 32 dos artistas mais conhecidos da época . Crédito: Reprodução
Woodstock reuniu cerca de 400 mil pessoas e 32 dos artistas mais conhecidos da época . Crédito: Reprodução

O festival que celebrou a paz e o amor. É assim que muita gente define o Woodstock. Aberto entre 15 e 18 de agosto de 1969, o "Woodstock Music & Art Fair" foi um evento de música que aconteceu em uma fazenda de 600 acres de Max Yasgur na cidade de Bethel, em Nova York, nos Estados Unidos.

O evento cultural ficou conhecido por definir uma geração, e expressar a alma da contracultura do final da década de 1960 e 70 - também conhecidas como o auge do movimento hippie. O festival reuniu cerca de 400 mil espectadores, para prestigiar 32 dos mais conhecidos músicos da época, que se apresentaram durante quatro dias. Tudo o que rolou lá foi registrado e virou um documentário lançado em 1970, chamado de Woodstock.

Além de evidenciar o poder de uma geração, woodstock foi berço dos estilos hippie e boho, que estão presentes até hoje na cena da moda mundial e que conquistam cada vez mais as fashionistas ao redor do mundo. 

Os óculos coloridos eram regra em Woodstock, e já provavam o seu poder de transformar o visual. Apesar de estarem sumidos por um tempo, eles retornaram com tudo na cena da moda atual, e são queridinhos no estilo de muitas influencers.

A calça flare pode ser, sem dúvida, considerada uma peça ultra fashionista para se ter guarda-roupa. No festival, homens e mulheres já demonstravam seu amor pela peça, e a combinavam com camisetas, regatas e croppeds.

O estilo tie dye também se fez presente, contrastando suas cores e formas em visuais descontraídos e joviais. Esse estilo também ressurge na moda atual, em vestidos e camisetas, e já faz sucesso entre as celebridades.

O truque do nó na camisa já era normal nas produções das fashionistas do festival - e também é um coringa nas produções de hoje.

Os tops no estilo cropped já eram usados pelas estrelas do festival e permanecem com toda força no street style de hoje.

A Gazeta integra o

Saiba mais
moda

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.