ASSINE

EUA aprovam uso de vacina da Pfizer em adolescentes de 12 a 15 anos

A avaliação concluiu que os benefícios do imunizante para pessoas com 12 anos ou mais superam os riscos associados à aplicação do produto

Publicado em 10/05/2021 às 19h15
Pfizer aponta que vacina contra a Covid-19 apresentou mais de 90% de eficácia na análise preliminar dos testes da fase três
Pfizer aponta que vacina contra a Covid-19 apresentou mais de 90% de eficácia na análise preliminar dos testes da fase três . Crédito: Reuters/Folhapress

A Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA, na sigla em inglês) autorizou nesta segunda-feira, 10, o uso da vacina contra a Covid-19 da Pfizer/BioNTech em adolescentes de 12 a 15 anos. Até agora, só era permitida a aplicação do imunizante em pessoas com 16 anos ou mais.

"A ação de hoje permite que uma população mais jovem seja protegida do covid-19, aproximando-nos do retorno à normalidade e do fim da pandemia", afirmou em nota a comissária em exercício da FDA, Janet Woodcock.

De acordo com a autoridade, foi realizada uma revisão rigorosa e completa de todos os dados disponíveis da vacina. A avaliação concluiu que os benefícios do imunizante para pessoas com 12 anos ou mais superam os riscos associados à aplicação do produto.

"Ter uma vacina autorizada para uma população mais jovem é um passo crítico para continuar a diminuir o imenso fardo de saúde pública causado pela pandemia de covid-19", disse o diretor do Centro de Avaliação de Produtos Biológicos da FDA, Peter Marks.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.