ASSINE

Biden celebra recuo da pandemia nos EUA e diz que ajudará países com vacinas

Segundo ele, o objetivo de seu governo é fazer com a vida dos americanos retorne a "algum nível de normalidade" até o feriado de Independência dos EUA, no dia 4 de julho

Publicado em 27/04/2021 às 16h27
O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, discursa durante a cerimônia de sua posse realizada no Capitólio, em Washington (DC), nesta quarta-feira (20)
O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou que os casos e mortes por coronavírus no país caíram drasticamente desde que ele assumiu a Casa Branca. Crédito: JONATHAN ERNST/ESTADÃO CONTEÚDO

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou que os casos e mortes por coronavírus no país caíram drasticamente desde que ele assumiu a Casa Branca e seguem em queda, durante pronunciamento à imprensa nesta terça-feira, 27. Segundo ele, o objetivo de seu governo é fazer com a vida dos americanos retorne a "algum nível de normalidade" até o feriado de Independência dos EUA, no dia 4 de julho.

O mandatário ainda reforçou seu compromisso em ajudar a Índia no combate à covid-19, à medida que o país passa por uma grave nova onda de casos da doença. Biden disse que conversou com o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, e reafirmou que os EUA estarão em posição de doar doses de vacinas aos países que mais precisam. O presidente americano, porém, não deu qualquer cronograma para que isso ocorra.

Por fim, Biden destacou o relaxamento da recomendação de uso de máscara a pessoas em pequenas reuniões ao ar livre, como explicou hoje a diretora do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês), Rochelle Walensky. Para o presidente dos EUA, a decisão é mais um motivo para que os americanos, em especial os mais jovens, se vacinem o quanto antes contra a covid-19.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.