ASSINE

Toyota Yaris: versão intermediária XS é a mais procurada do compacto

Na tabela de abril de 2022 da Toyota, o Yaris sedã XS aparece com preço sugerido de R$ 105.490, exatos R$ 3.400 a mais que a configuração hatch com o mesmo acabamento

Tempo de leitura: 8min
Publicado em 18/04/2022 às 10h18
Versão intermediária XS é a mais procurada do compacto Yaris, que tenta alcançar os bons desempenhos de vendas dos médios da Toyota
Segundo o Inmetro, com etanol, o Yaris sedã faz 9 km/l na cidade e 10,6 km/l na estrada. Já os números com gasolina são de 13 km/l na cidade e de 14,5 km/l na estrada. Crédito: Luiza Kreitlon/AutoMotrix

Há pouco mais de um ano, em março de 2021, a decisão da Toyota de encerrar a oferta do Etios para o mercado brasileiro deu ao compacto Yaris – em suas versões hatch e sedã – um novo protagonismo. Ao herdar o posto de “carro de entrada” da marca japonesa, passou a dividir os melhores lugares nas vitrines das concessionárias com as três grandes estrelas da fabricante, todas muito bem posicionadas nos respectivos segmentos de médios: o utilitário esportivo Corolla Cross, que com a média de 3.509 emplacamentos mensais em 2022 foi superado apenas pelo Jeep Compass (4.710/mês), a picape Hilux, que lidera seu segmento com 3.147 vendas mensais, e o sedã Corolla, também em primeiro lugar com 3.022 unidades comercializadas por mês.

As duas versões do Yaris têm desempenhos mais modestos. A hatch vendeu 1.702 unidades mensais em 2022 e a sedã, 1.005. Para enfrentar melhor a concorrência, a Toyota antecipou para janeiro a apresentação da linha 2023 da família de compactos. A meta para o Yaris é atingir o patamar de emplacamentos mensais dos médios, os atuais “puxadores de vendas” da marca.

O Yaris 2023 recebeu uma discretíssima reestilização. Na frente, as linhas ficaram mais fluidas, com a grade e os para-choques redesenhados. Todas as versões passaram a contar com DRL (luzes de circulação diurna) em leds, com um visual de clara inspiração no sedã Corolla. Aliás, em alguns aspectos, a versão sedã do Yaris até parece um “mini-Corolla”.

Versão intermediária XS é a mais procurada do compacto Yaris, que tenta alcançar os bons desempenhos de vendas dos médios da Toyota
O Yaris 2023 não recebeu nenhuma alterações na traseira, em nenhuma das configurações. Crédito: Luiza Kreitlon/AutoMotrix

Não houve alterações na traseira, em nenhuma das configurações – a capacidade do porta-malas continua sendo de 310 litros na versão hatch e de 473 litros no sedã. Em ambas as carrocerias, o compacto é disponível nas versões XL, XS e XLS.

Todas as variantes do Yaris contam com o mesmo motor 1.5L Flex Dual VVT-i, atualizado para se adequar ao Proconve L7 – até a linha 2022, havia um propulsor 1.3 nos modelos de entrada. O motor trabalha acoplado a uma transmissão automática CVT com simulação de 7 marchas – as versões XS e XLS vem com “paddles shifts” no volante para trocas sequenciais.

A potência e o torque seguem com 110 cavalos a 5.600 rotações por minuto e 14,9 kgfm a 4 mil giros, quando abastecido com etanol, e 105 cavalos e 14,3 kgfm a gasolina, nos mesmos giros. Em todas as versões, o Yaris 2023 oferece dois modos de condução. No “Sport”, as curvas de aceleração ficam mais curtas e com respostas mais rápidas. Para quem prefere focar na economia, o modo “Eco” prioriza o baixo consumo.

Desde seu lançamento no mercado nacional, em junho de 2018, o Yaris traz equipamentos como controles de tração e de estabilidade, assistente de subida em rampa, freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem (EBD) e assistente de frenagem (BAS), cintos de segurança de três pontos e apoios de cabeça para todos os ocupantes e Isofix com ancoragem Top Tether de cadeiras infantis. Na linha 2023, a gama passou a sair de fábrica com sete airbags (dois frontais, dois laterais, dois de cortina e um de joelho) e avisos sonoros de cinto de segurança para os passageiros traseiros.

Versão intermediária XS é a mais procurada do compacto Yaris, que tenta alcançar os bons desempenhos de vendas dos médios da Toyota
O motor trabalha acoplado a uma transmissão automática CVT com simulação de 7 marchas – as versões XS e XLS vem com “paddles shifts” no volante para trocas sequenciais. Crédito: Luiza Kreitlon/AutoMotrix

Todas as versões trazem carenagem dos espelhos externos elétricos na cor do carro e pisca integrado, maçanetas externas e para-choques na cor da carroceria, descansa-braços dianteiro, chave com comandos integrados, computador de bordo com 12 funções, direção eletroassistida progressiva (EPS), sistema de assistência ao arranque em subida (HAC), luzes diurnas no para-choque dianteiro e sistema de áudio central multimídia Toyota Play+ com tela scom tela sensível ao toque de 7 polegadas.

Nas versões XS e XLS, foram incorporados dois sistemas de segurança ativa: o de Pré-Colisão, que emite um alerta sonoro e visual ao motorista, fornecendo uma carga extra no sistema de frenagem para auxiliar na redução da velocidade do veículo em caso de impacto iminente, e o de Alerta de Evasão de Faixa – emite um alerta sonoro quando o condutor sai da faixa de rolagem sem ativar as setas.

Com sua média de 1.005 emplacamentos mensais de 2022, a configuração sedã do Yaris é superada em vendas pelos concorrentes de três volumes Chevrolet Onix Plus (4.033/mês), Hyundai HB20S (2.259), Honda City (1.776) e Fiat Cronos (1.118), mas deixa para trás o Nissan Versa (896) e o Volkswagen Virtus (447). Aproximadamente 50% das vendas do sedã compacto da Toyota são da versão intermediária XS, com o restante dividido igualmente entre a básica XL e a “top” XLS.

Versão intermediária XS é a mais procurada do compacto Yaris, que tenta alcançar os bons desempenhos de vendas dos médios da Toyota
Todas as versões passaram a contar com DRL (luzes de circulação diurna) em leds. Crédito: Luiza Kreitlon/AutoMotrix

Partindo do que já é oferecido na versão básica, a XS acrescenta faróis halógenos projetores com máscara negra e linha guia em leds com função “siga-me”, luzes de condução diurna em leds separadas dos faróis e lanterna também em leds, acabamento externo preto na terceira coluna, aerofólio traseiro e rodas de liga leve com acabamento na cor prata, bancos parcialmente em couro, revestimento do volante em couro, ar-condicionado automático, encosto do banco traseiro rebatível 60:40, computador de bordo de alta resolução (TFT), manoplas para troca de marchas localizada no volante (“paddle shift”), controle de velocidade de cruzeiro, descansa-braço traseiro com porta-copos, Smart Entry e Start Button/Push Start.

Na tabela de abril de 2022 da Toyota, o Yaris sedã XS aparece com preço sugerido de R$ 105.490, exatos R$ 3.400 a mais que a configuração hatch com o mesmo acabamento, porém, o valor pode variar de acordo com a tributação e alíquotas de cada Estado. O preço do sedã compacto intermediário fica estrategicamente entre os R$ 96.890 da versão XL e os R$ 117.590 da XLS. A gama de cores inclui o Branco Polar (a do sedã XS avaliado), o Cinza Granito, o Prata Lua Nova, o Preto Infinito e o Azul Titan.

EXPERIÊNCIA A BORDO

No Yaris XS, motorista e passageiros conseguem se acomodar bem, tanto nos bancos da frente quanto no de trás, se forem duas pessoas, já que três fica com menos espaço. Os tons acinzentados predominam nos revestimentos e o padrão de acabamento transmite sensação de qualidade. Costuras “fake” no painel dão a sensação de o Yaris usar couro no revestimento, que é de plástico. Na central multimídia, a tela de 7 polegadas é sensível ao toque e compatível com Android Auto e Apple CarPlay. Os passageiros do banco traseiro contam com duas entradas USB para carregamento de celulares e demais equipamentos eletrônicos.

O computador de bordo tem visor multifunção em tela de 4,2 polegadas em TFT de alta resolução com funções como intensidade de brilho da tela, hodômetro total e parcial, consumo médio e instantâneo, autonomia, velocidade média, relógio, temperatura externa, posição de marcha, nível de combustível, velocímetro digital, Eco Wallet (calcula o consumo conforme o estilo do motorista), luz de condução econômica e ranking de eficiência com histórico de consumo.

Versão intermediária XS é a mais procurada do compacto Yaris, que tenta alcançar os bons desempenhos de vendas dos médios da Toyota
Na central multimídia, a tela de 7 polegadas é sensível ao toque e compatível com Android Auto e Apple CarPlay. Crédito: Luiza Kreitlon/AutoMotrix

Apesar das boas soluções, também há pontos a evoluir em um modelo que custa mais de R$ 100 mil, como o sedã Yaris XS. A coluna de direção tem ajuste de altura, mas não de profundidade. O modelo não traz sensor de estacionamento nem na frente nem atrás e sensores de luz e chuva também são ausentes.

IMPRESSÕES AO DIRIGIR

O conjunto formado pelo motor 1.5 de quatro cilindros aspirado e o câmbio continuamente variável (CVT) de 7 marchas simuladas permite ao Yaris XS entregar uma boa dirigibilidade e um comportamento dinâmico condizente à proposta, todavia, um tanto desprovido da esportividade. Os 14,9 kgfm de torque e os 110 cavalos de potência, quando há etanol no tanque, bastam para mover os 1.130 quilos do sedã compacto sem aparentar esforço, mas sem a exuberância oferecida por alguns concorrentes.

As acelerações são suaves e graduais. Trocar sequencialmente as marchas nas borboletas atrás do volante ou na alavanca de câmbio acrescenta alguma percepção dinâmica. Já os modos de condução “Eco” e “Sport” influem de fato nas respostas do sedã, que variam da racionalidade no primeiro às reações mais espertas no segundo. Como é comum nos veículos com CVT, o ruído do “powertrain” domina o habitáculo tão logo o motorista aumenta a pressão no pedal da direita.

A empunhadura do volante é boa e a suspensão é coerente com a proposta de um sedã familiar – absorvem bem as irregularidades do piso e priorizam o conforto. O centro de gravidade baixo ajuda no equilíbrio entre conforto e estabilidade. O Toyota Safety Sense de série, composto por uma câmera no para-brisa e um radar frontal, viabiliza sistemas de auxílio ao motorista pouco invasivos, como o alerta de pré-colisão – que sinaliza o perigo de impacto frontal sem atuar nos freios – e os avisos visuais e sonoros de mudança não sinalizada de faixas, sem interferência no volante.

Controles eletrônicos de estabilidade e tração e assistente de partida em rampas ajudam a proporcionar um comportamento dinâmico seguro e agradável. Segundo o Inmetro, com etanol, o Yaris sedã faz 9 km/l na cidade e 10,6 km/l na estrada. Já os números com gasolina são de 13 km/l na cidade e de 14,5 km/l na estrada.

FICHA TÉCNICA

Versão intermediária XS é a mais procurada do compacto Yaris, que tenta alcançar os bons desempenhos de vendas dos médios da Toyota
Em todas as versões, o Yaris 2023 oferece dois modos de condução: "Sport" e "Eco". Crédito: Luiza Kreitlon/AutoMotrix

Este vídeo pode te interessar

  • Motor: 1.5L Dual VVT-i, aspirado, 1.496 cm3
  • Potência: 110 cavalos a 5.600 rpm (etanol), 105 cavalos a 5.600 rpm (gasolina)
  • Torque: 14,9 kgfm a 4 mil rpm (etanol), 14,3 kgfm a 4 mil rpm (gasolina)
  • Transmissão: CVT com 7 marchas simuladas
  • Tração: dianteira
  • Suspensão: dianteira tipo MacPherson com barra estabilizadora, traseira, eixo de torção com barra estabilizadora
  • Direção: eletroassistida progressiva
  • Tanque de combustível: 45 litros
  • Freios: dianteira disco ventilado, traseira a tambor, com ABS, BAS e EBD
  • Rodas e pneus: 15 polegadas de liga leve, pneus 185/60 R15 (pneus “verdes”)
  • Dimensões: 4,42 metros de comprimento, 1,73 metro de largura, 1,49 metro de altura, 2,55 metros de entre-eixos
  • Porta-malas: 473 litros
  • Peso em ordem de marcha: 1.130 quilos
  • Preço sugerido: R$ 105.490 (pode variar de acordo com a tributação e alíquotas específicas de cada Estado)

A Gazeta integra o

Saiba mais
carros Toyota Mercado Automotivo

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.