ASSINE

De R$ 16 mil a R$ 160 mil: veja quanto vale medalha para brasileiros nas Paralimpíadas

Nos Jogos Olímpicos, premiação ficou entre  R$ 100 mil e R$ 750 mil. Valores variam no individual e no coletivo

Publicado em 30/08/2021 às 19h58
Medalhas olímpicas
Medalhas olímpicas. Crédito: COI/Divulgação

Uma das maiores curiosidade do público em geral com relação a Olimpíadas e Paralimpíadas é qual o valor da premiação em dinheiro para cada medalhista. E uma das grandes polêmicas é que o recurso destinado aos atletas é bem maior do que o oferecido aos paratletas. 

De acordo com a determinação do Comitê Paralímpico do Brasil (CPB), nesta edição das Paralimpíadas de Tóquio,  a partilha das bonificações é feita de acordo com a cor da medalha e prevê faixas diferentes de recompensa para modalidades individuais e coletivas, assim como o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) faz a classificação nos Jogos Olímpicos. A diferença é que atletas-guia, calheiros, pilotos e timoneiro que forem ao pódio também são gratificados no paratletismo.

PREMIAÇÃO NA PARALIMPÍADA

Os medalhistas de ouro em provas individuais receberão R$ 160 mil por medalha, enquanto a prata renderá R$ 64 mil cada e o bronze, R$ 32 mil. O título paralímpico em modalidades coletivas, por equipes, revezamentos e em pares (bocha), valerá um prêmio de R$ 80 mil por atleta. Já prata, neste caso, será bonificada com R$ 32 mil e o bronze, com R$ 16 mil.

Demais integrantes das disputas, atletas-guia, calheiros, pilotos e timoneiro, vão receber uma quantia referente à 20% da maior medalha conquistada por seu atleta e 10% a cada pódio a mais do valor da medalha seguinte.

  • PROVAS INDIVIDUAIS 

  • Ouro: R$ 160 mil
  • Prata: R$ 64 mil 
  • Bronze: R$ 32 mil 

  • MODALIDADES COLETIVAS (EQUIPES, REVEZAMENTOS E PARES) 

  • Ouro: R$ 80 mil (por atleta)
  • Prata: R$ 32 mil (por atleta) 
  • Bronze: R$ 16 mil (por atleta)

PREMIAÇÃO NAS OLÍMPÍADAS

Brasil vence a Espanha e fatura a medalha de ouro nas Olimpíadas de Tóquio
Brasil vence a Espanha e fatura a medalha de ouro nas Olimpíadas de Tóquio. Crédito: Vitor Jubini

Para os Jogos Olímpicos de Tóquio, o COB anunciou premiação recorde para todos os medalhistas. No dia 24 de junho, o capixaba Paulo Wanderley, presidente do COB, anunciou os valores: Atletas campeões olímpicos em modalidades individuais serão premiados em R$ 250 mil. A recompensa pela medalha de prata será de R$ 150 mil e o bronze R$ 100 mil. Equipes com até seis atletas terão os seguintes valores para serem divididos: R$ 500 mil (ouro), R$ 300 mil (prata) e R$ 200 mil (bronze). Já os atletas das modalidades coletivas receberão R$ 750 mil (ouro), R$ 450 mil (prata) e R$ 300 mil (bronze), também para serem divididos. 

A premiação deverá ser entregue aos atletas durante o ano de 2021, no Prêmio Brasil Olímpico ou em outro evento designado pelo COB. Atletas com medalhas em mais de uma prova acumulam premiação, recebendo por cada conquista. 

Este vídeo pode te interessar

  • PROVAS INDIVIDUAIS 

  • Ouro: R$ 250 mil 
  • Prata: R$ 150 mil
  • Bronze: R$ 100 mil 

  • EQUIPES COM ATÉ 6 ATLETAS 

  • Ouro: R$ 500 mil (para a equipe)
  • Prata: R$ 300 mil (para a equipe)
  • Bronze: R$ 100 mil (para a equipe) 

  • MODALIDADES COLETIVAS 

  • Ouro: R$ 750 mil (para a equipe)
  • Prata: R$ 450 mil (para a equipe)
  • Bronze: R$ 300 mil (para a equipe)

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.