ASSINE

Brasileiros buscam as últimas vagas para Jogos de Tóquio no wrestling

Marcos Siqueira, Giullia Penalber e Kamila Barbosa lutam de 6 a 8 de maio na Bulgária e precisam ser finalistas para garantir ida ao Japão
...

Publicado em 04/05/2021 às 11h34
Atualizado em 04/05/2021 às 15h01
 Crédito: Divulgação
Crédito: Divulgação

O wrestling brasileiro disputa de 6 a 8 de maio o Pré-Olímpico Mundial da modalidade, em Sofia, Bulgária, último torneio com vagas em disputa para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Mais de 400 atletas de 84 países buscam vagas no torneio que classificará 38 atletas nos três estilos olímpicos da modalidade, 12 no estilo greco-romano, 12 no estilo livre feminino e 12 no estilo livre masculino.

Para garantir vaga no Japão, o atleta precisa chegar até a final de sua respectiva categoria de peso. O Brasil terá três atletas em ação no tapete olímpico da capital búlgara: Marcos Siqueira estilo livre masculino até 65kg, Giullia Penalber até 57kg e Kamila Barbosa até 50kg ,ambas no estilo livre feminino. - Depois do Torneio Kolov e Petrov em abril, permanecemos na Bulgária para um Campo de Treinamento Internacional. Tive uma diversidade de treino grande com meninas de vários estilos e isso acrescentou bastante. O nível de concentração está no alto e vou com tudo para buscar esta vaga - frisou Kamila, de 32 anos, medalhista de prata no torneio Kolov e Petrov 2021.

A delegação brasileira será comandada pelo treinador cubano Pedro Garcia, que esteve com Joice Silva no pré-olímpico da Finlândia em 2012, quando a brasileira garantiu vaga nos Jogos de Londres. Giullia Penalber, comandada pelo técnico, vai buscar repetir o feito. Neste ciclo olímpico, a carioca alcançou o primeiro lugar no ranking mundial da sua categoria de peso. - É um torneio em que tudo pode acontecer e estou confiante na classificação. Estou no melhor momento físico, técnico e mental. Fiz tudo que poderia fazer para chegar em condições de disputar a vaga e estou otimista em poder chegar a final e representar o Brasil em Tóquio - afirmou Giullia, 29 anos.

O cearense Marcos Siqueira dominou nos últimos anos a categoria até 65kg do estilo livre masculino. O lutador realizou a fase final de preparação em Sofia e busca uma vaga no estilo que o Brasil classificou pela última vez nos Jogos de Atenas em 2004, com Antoine Jaoude. O lutador faz parte do grupo de sparrings da atleta olímpica Aline Silva e aos 25 anos quer fazer história.

- Participei de Campos de Treinamento com Aline (Silva) no Centro de Treinamento do Time Brasil e realizei a última fase de treinos aqui na Bulgária. Vou em busca deste sonho e espero orgulhar todos que ajudaram e torcem por mim e pelo esporte brasileiro - prometeu Marcos, natural da cidade de Maracanaú. A delegação brasileira conta ainda com o árbitro olímpico Eduardo Paz Gonçalves e a fisioterapeuta Roberta Mattar. O wrestling brasileiro possui três atletas já classificados para os Jogos Olímpicos de Tóquio: Eduard Soghomonyan até 130kg do estilo greco-romano, Laís Nunes até 62kg e Aline Silva até 76kg no estilo livre feminino. Confira a programação dos brasileiros no Pré-olímpico Mundial de Wrestling de 2021, sempre no horário oficial de Brasília.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.