ASSINE

Brasileiros avançam à final no revezamento 4x100m, mas mulheres não conseguem vaga em Tóquio

Brasil classifica 4x100m masculino e 4x400m misto à final do Mundial de Revezamentos. Time feminino foi desqualificado após vencer a sua semifinal por invasão de raia...

Publicado em 01/05/2021 às 16h12
Atualizado em 01/05/2021 às 19h31
 Crédito: Divulgação
Crédito: Divulgação

O time masculino do revezamento 4x100 m e o misto do 4x400 m do Brasil classificaram-se neste sábado para as finais deste domingo do Campeonato Mundial de Revezamentos da Polônia, no Estádio da Silésia, na cidade de Chorzow, na primeira competição da temporada da World Athletics. As duas equipes do Brasil estão qualificadas para os Jogos Olímpicos de Tóquio. Já o 4x100 m feminino foi desqualificado na primeira série semifinal, que havia vencido, por invasão de raia. O SporTV 2 transmite ao vivo as provas deste domingo, a partir das 14h15.

A Seleção Brasileira do 4x100 m masculina começou bem sua caminhada rumo ao bicampeonato mundial. Com Rodrigo Nascimento, Felipe Bardi dos Santos, Derick Souza e Paulo André Camilo de Oliveira, pela ordem, a equipe venceu a segunda série semifinal em 38.45, seu melhor tempo da temporada. O anterior era de 38.66, obtido em abril, em Azusa, nos Estados Unidos. A Alemanha ficou em segundo lugar, com 38.70, seguida do Japão, com 38.98.

Na classificação geral, Brasil e Itália ficaram com os melhores tempos das semifinais. Também passaram para a final as equipes da África do Sul, Alemanha, Holanda, Gana, Japão e Dinamarca. As seleções dos Estados Unidos, Jamaica e Austrália desistiram da competição por causa da pandemia.

No 4x400 m misto, o Brasil também fez uma ótima apresentação, vencendo a terceira série, com 3:16.53, muito perto de seu recorde sul-americano de 3:16.12, obtido pelos brasileiros em Doha, em 2019. Anderson Henriques, Tiffani Marinho, Geisa Coutinho e Alison Santos correram muito bem, com destaque para o Alison, que pegou o bastão em terceiro lugar e completou em primeiro. A República Dominicana chegou em segundo lugar, com 3:16.67. A Itália ficou com o melhor tempo das semifinais, com 3:16.52.

Além de Brasil, Itália e República Dominicana, disputam a final deste domingo as equipes da Irlanda, Bélgica, Grã-Bretanha, Holanda e Espanha.

Já o time feminino do 4x100 m havia vencido a primeira série das semifinais, com 43.56. Ana Claudia Lemos, Vitoria Rosa, Ana Carolina Azevedo e Rosangela Santos comemoraram o bom resultado na pista, mas o grupo acabou desqualificado. Ana Carolina, que seria poupada da semifinal e escalada apenas para a final, acabou substituindo Lorraine Martins, que se contundiu no aquecimento. E justamente Ana Carolina pisou na linha da raia, o que resultou na desclassificação do time, que agora terá de buscar qualificação olímpica para Tóquio pelo Ranking da World Athletics.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.