> >
Alison e Bruno Schmidt avançam de fase na etapa do Mundial dos EUA

Alison e Bruno Schmidt avançam de fase na etapa do Mundial dos EUA

O Brasil avançou com quatro duplas à fase eliminatória do torneio masculino do Major Series de Fort Lauderdale

Publicado em 1 de março de 2018 às 21:45

Ícone - Tempo de Leitura 0min de leitura

O Brasil avançou com suas quatro duplas à fase eliminatória do torneio masculino no Major Series de Fort Lauderdale, nos EUA, nesta quinta-feira (01). Alison/Bruno Schmidt (ES/DF) e Pedro Solberg/George (RJ/PB) venceram seus jogos da fase de grupos e avançaram em primeiro no grupo, indo direto às oitavas de final do Circuito Mundial.

Evandro/André (RJ/ES), que tropeçou nesta quinta, e Vitor Felipe/Guto (PB/RJ), que venceu, mas havia estreado com derrota na última quarta, disputarão a repescagem nesta sexta-feira. Os duelos da repescagem e cruzamentos das oitavas de final serão sorteados ainda na noite desta quinta e estarão disponíveis no site da Confederação Brasileira de Voleibol.

Bruno Schmidt ataca contra bloqueio holandês no Major Series . (SILVIO AVILA/FIVB)

Pedro e George conseguiram uma boa vitória sobre os letões Plavins e Tocs em jogo duro, por 2 sets a 1 (21/12, 17/21, 19/17), em 49 minutos de partida. O resultado garantiu o primeiro lugar do grupo H. Destaque para os nove bloqueios de Pedro Solberg, que também anotou um ace e analisou a vitória e o bom início nos EUA.

“Fizemos um jogo bom, o George recebeu a maioria dos saques e foi impecável na virada de bola, muito constante. Consegui uma boa atuação na rede, estava atento e marcamos bem os letões. Estamos felizes pelo bom começo, é bom sair em primeiro e evitar uma partida nesta sexta. Mas temos que manter essa atenção, valorizando cada ponto jogado. Esse torneio é muito importante para nós, queremos muito ir longe e vamos entrar com a mesma postura que tivemos hoje”, analisou o bloqueador carioca.

Alison e Bruno Schmidt também mantiveram o bom momento e superaram os holandeses Brouwer e Meeuwsen por 2 sets a 0 (21/18, 21/18), em 38 minutos. Foi uma repetição da semifinal dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, quando os brasileiros venceram e seguiram rumo ao ouro. Após a partida, Alison comentou o que considerou fundamental no duelo, que definiu o primeiro lugar do grupo F aos brasileiros.

 "O saque fez a diferença em um jogo tão duro. Eles também sacaram muito bem, mas acredito que tivemos um pouco mais de paciência com o vento. Ele está forte e qualquer força excessiva causa um erro. Passar em primeiro é ótimo, evitar um jogo de alto nível, pois muitos times excelentes caíram para a repescagem e será duríssimo. Vamos ter calma e levar cada partida como se fosse uma final”, declarou Alison.

 Já Vitor Felipe e Guto saíram de uma situação complicada no torneio. Eles foram derrotados na estreia e se perdessem na segunda rodada, dariam adeus ao torneio. Mas fizeram um jogo muito sólido e superaram os australianos McHugh e Schumann por 2 sets a 0 (21/11, 30/28), avançando em terceiro no grupo G, caindo na repescagem do torneio. Vitor analisou a evolução da parceria do primeiro para o segundo jogo.

 “Tivemos uma estreia 'travada', não apresentamos nosso potencial. Nesta quinta estávamos muito mais soltos, jogamos melhor e conseguimos uma vitória fundamental. No segundo set eles encaixaram uma boa sequência de saques, tiveram a chance de vencer o set, mas Guto e eu nos mantivemos unidos, jogamos sempre juntos. Foi o segredo para vencer. Agora é pensar jogo a jogo e buscar uma vaga nas oitavas”, destacou.

 O único tropeço do dia foi de Evandro e André Stein, que acabaram superados pelos norte-americanos Gibb e Crabb, por 2 sets a 0 (21/16, 21/17), em 35 minutos. Como haviam vencido na rodada de estreia, os brasileiros terminaram na segunda colocação da chave B e terão que disputar a repescagem, com adversário que ainda será conhecido.

Este vídeo pode te interessar

 Fort Lauderdale, que ao todo distribui 600 mil dólares em premiações aos atletas participantes, recebe uma etapa do Circuito Mundial pela terceira vez. Em 2015, a cidade foi sede do World Tour Finals quando Alison/Bruno Schmidt e Larissa/Talita subiram no lugar mais alto do pódio. Fora em 2016, voltou ao calendário com o Major no ano passado.

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rapido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta

A Gazeta integra o

The Trust Project
Saiba mais