ASSINE

Quer inovar no sofá? Veja dicas para fugir dos modelos tradicionais

Modelos mais tecnológicos estão ganhando o mercado, unindo conforto, design e comodidade. Decoração e tamanho do espaço precisam ser levados em conta

Tempo de leitura: 2min
Vitória
Publicado em 29/07/2022 às 11h30
sofás tecnológicos
Os modelos reclináveis elétricos e modelos com entradas USB tem atraído o público em geral. Crédito: Shutterstock

Escolher um sofá para casa nem sempre é uma tarefa fácil. Além de conforto, é importante buscar um modelo que também agregue na decoração. Os formatos mais tradicionais, como os arredondados e em “L”, estão entre os queridinhos dos consumidores. Mas, com o avanço da tecnologia, novos modelos estão ganhando o mercado, unindo o conforto, design e comodidade.

Antes de escolher o estilo de sofá, é importante se atentar às proporções para deixar o ambiente com um conforto visual aceitável. Segundo a arquiteta Cristiane Schiavoni, deve-se olhar o tamanho do espaço como um todo, e não apenas onde o sofá vai ser colocado.

“É importante fazer um desenho do ambiente e saber que espaço o sofá vai ocupar. Seja uma sala muito grande ou uma sala pequena, precisamos pensar em uma peça que não irá prejudicar o espaço, seja para circulação seja para outras atividades”, explica a arquiteta.

A escolha da cor do sofá também é muito importante na hora de compor o visual da sala. Para Cristiane, não levar isso em conta na hora de pensar na decoração é um erro grave.

“Ter um elemento que destoa do todo é muito complicado. E aqui entra a questão do custo financeiro da peça. Quando você erra em um vaso, por exemplo, é fácil trocar. Mas, no caso do sofá é bem difícil", destaca.  

Cristiane Schiavoni

Arquiteta

"Temos a liberdade e diversas opções de cartela de cores e texturas para sofás, mas deve-se pensar na peça junto com os demais itens da sala"

MODELOS TECNOLÓGICOS

Para proporcionar uma experiência diferente ao consumidor, o mercado tem aliado conforto e tecnologia nos sofás. Robson Arruda Natuzzi, diretor comercial da Natuzzi Vitória, afirma que os modelos reclináveis elétricos e modelos com entradas USB atraem o público em geral. Eles são ergonômicos e proporcionam um descanso corporal que facilita na comodidade.

"Os sofás que apresentam entrada USB, por exemplo, permitem que a pessoa, enquanto assiste um filme, também carregue o celular. Já o sistema zero-wall possibilita reclinar o sofá sem a necessidade de afastá-lo da parede. Isso traz praticidade, estética e versatilidade para qualquer espaço", destaca o diretor.

Robson Arruda Natuzzi

Diretor comercial da Natuzzi Vitória

"Como as pessoas exploraram mais seus lares durante a pandemia, elas perceberam a necessidade de ter um conforto extra, o que, geralmente, um sofá tradicional não tem. A tecnologia hoje faz parte de tudo e é possível encontrar também em um modelo de sofá"

Além dos sistemas USB e zero-wall, o mercado também tem investido em sofás como mecanismos Dual-Power e Cubi Comfort. O Dual-Power é uma tecnologia em que o apoio de cabeça possui um mecanismo, e corpo/ pés do sofá possui outro, permitindo que a pessoa personalize o conforto. Já o Cubi Comfort, que significa conforto ao cubo, possibilita o ajuste individual de cabeça, assento/ lombar e apoio dos pés.

A arquiteta Cristiane Schiavoni deu três dicas de modelos de sofás para perfis diferentes de moradores ou ocasiões. Confira:

  1. 01

    Para receber visitas

    Se você vai usar mais para receber visitantes, os sofás muito profundos ou baixos, não são recomendados, pois são tão confortáveis. Busque modelos que mantêm a coluna mais ereta ao sentar.

  2. 02

    Para idosos

    É importante pensar na ergonomia nesse caso. Idosos costumam ter dificuldade com sofás baixos ou muito profundos, por isso, procure sofás mais firmes. Aposte em uma espuma com densidade maior para o encosto, almofadas com plumas bem fofas ou mais cheias de fibra.

  3. 03

    Para assistir televisão

    Para ver filmes, temos as opções de sofás retráteis, mas nem todo mundo gosta de assistir TV deitado. Uma alternativa é buscar um modelo que permita esticar as pernas. Pode até ser um sofá mais curto com puff na frente, que traz a mesma sensação de conforto de estar deitado. 

A Gazeta integra o

Saiba mais
decoracao imóveis Mercado imobiliário Imóveis

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.