ASSINE

Passo a passo para construir sua casa com economia e segurança

Especialistas falam sobre custos, obrigações e o que fazer para evitar atrasos, problemas com a fiscalização e extrapolar o orçamento

Publicado em 26/04/2021 às 14h10
Projeto de casa
É preciso prestar atenção em detalhes para que a construção da casa dos seus sonhos não se transforme num pesadelo de problemas. Crédito: Freepik

Quem nunca pensou em construir a própria casa? Afinal, é a oportunidade de transformar em realidade o que cada um sempre sonhou como moradia. No entanto, nem só de sonhos se vive na hora de construir. É preciso prestar atenção em detalhes para que tudo não se transforme num pesadelo de problemas com fiscalização, gastos que não foram planejados, atrasos no cronograma e até mesmo do projeto não sair como o esperado.

Para evitar esses dissabores e ajudar quem vai pensar em construir, especialistas afirmam que é necessário contar sempre com a ajuda de um profissional. Nada de começar a construir por conta própria. Isso pode gerar problemas com a fiscalização do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo (Crea-ES), por exemplo, já que é preciso de um engenheiro responsável pela obra.

Segundo o gerente de Fiscalização do Crea-ES, Leonardo Leal, a função do órgão é fiscalizar o exercício legal da profissão. Se uma obra não tiver um engenheiro, será multada. Mais do que isso, pois o profissional habilitado é importante para a segurança da obra e também das pessoas que irão trabalhar nela.

“Contratar um engenheiro dá mais segurança, pois é um profissional que segue as regras da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas, entidade responsável pela sistematização de processos como o acadêmico, construção, industrial e até o de serviços). Também é importante, antes de contratar esse profissional ou empresa, consultar no site do Crea se o registro dele está ativo ou não”, atenta Leal.

Casa
A consultoria de um profissional antes de comprar o terreno, pode significar a diferença entre fazer a casa dos sonhos ou ter que adaptar ao terreno. Crédito: Unsplash

Outro problema que o profissional certo pode evitar começa antes mesmo da obra, pois a consultoria de um engenheiro ou arquiteto antes de comprar um terreno, pode significar a diferença entre fazer a casa dos sonhos ou ter que se adaptar ao terreno.

“Se a pessoa tem um sonho de fazer uma casa toda envidraçada, não é interessante que ela pegue o sol da tarde. Ou se o local tem algum passivo ambiental, ou se vai precisar de algum tipo de obra extra, como muro de contenção. Às vezes, esse erro inicial, o da escolha inadequada de um terreno, pode ser fatal para o projeto”, avalia o presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Espírito Santo (CAU/ES), Heliomar Venâncio.

ORÇAMENTO

Uma obra tem basicamente três fases: o planejamento, o projeto e a construção em si. Um planejamento e projeto bem feitos garantirão que o cronograma siga de forma tranquila e também que não surjam surpresas de última hora no orçamento, comprometendo a obra ou uma de suas fases.

“É no planejamento que o proprietário vai ‘descobrir’ quantos metros quadrados tem a casa. Pois cada metro quadrado construído são cerca de R$ 1,7 mil a R$ 2,7 mil a mais no seu orçamento. Então, nessa fase, ele precisa saber qual o tamanho do projeto que vai caber no seu bolso. Daí a importância de um bom profissional que oriente nessa fase e faça o projeto de acordo com o que o proprietário deseja e o seu orçamento comporta. É como uma alfaiataria: o projeto que vai caber na sua família”, avalia Venâncio.

Obra de casa em andamento
Durante a construção, o proprietário tem ainda uma opção de antes de entrar no acabamento, dar um tempo para se capitalizar. Crédito: Freepik

Durante a construção, o proprietário tem ainda uma opção de antes de entrar na fase do acabamento, dar um tempo para se capitalizar antes. Afinal, é nesta fase onde mora o perigo, pois a compra de material para fundação e estrutura de uma casa, como tijolos, cimento, tem pouca variação de preço nas marcas. Mas quando chega a hora do acabamento, o céu é o limite.

“Acabamento é pura emoção, pois há centenas de opções para cada tipo de acabamento e preços que variam do mais popular ao mais caro. Há torneiras de cozinha, por exemplo, que variam de R$ 90 a R$ 6 mil. Então, se o proprietário se empolgar demais, pode ficar tudo mais caro do que o planejado. Além disso, é uma fase com uma mão de obra mais especializada, portanto, mais cara. Então, é recomendado um cuidado maior e planejamento”, adverte Venâncio.

Poder construir a própria casa, além de ser a chance de morar em um imóvel feito sob medida para a família, ainda representa uma economia maior, quando se fala de valor por metro quadrado. “Vale a pena, porque quando comparado com um imóvel pronto, o valor do metro quadrado fica mais barato”, avalia.

arquitetura Construção civil Crea-ES Engenharia CAU

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.